Passeio na Foz do rio São Francisco

Passeio na Foz do rio São Francisco

Quando procurei informações sobre os passeios na Foz do rio São Francisco, encontrei poucos relatos, mas todos ressaltavam a beleza do rio e das cidades que ficam na região. As fotos eram sempre muito bonitas. (Vale dar uma olhada no post da Silvia no blog Matraqueando.)

A água é transparente

 

Os elogios eram tantos, que decidimos passar algumas noites em Piaçabuçu, cidade mais próxima da Foz. Na recepeção da Pousada, nos recomendaram entrar em contato com a Farol da Foz para agendar nosso passeio. Uma das formas de chegar até a Foz, é de super-buggy: um buggy adaptado para 6 pessoas que tem até um “segundo andar” com vista panorâmica. Infelizmente, seria preciso agendar com mais antecedência pois ele já estava lotado! Fomos de barco, e mesmo com um “tiquinho” de frustração, achei simplesmente maravilhoso!

Levamos água, refrigerante e bolachinhas em um isopor que o pessoal do Farol da Foz providenciou.

Deste lado do rio, fica o estado de Alagoas

Do outro, fica o Sergipe

O passeio até  pertinho do encontro do rio com o mar, leva cerca de meia hora e custa R$ 35,00 por pessoa (as crianças não pagam). O banho da água doce do rio é uma delícia (não dá para entrar no mar porque ele é muito brabo), as crianças também se divertiram nas pequenas lagoinhas que se formam quando a maré está baixa.

 

Na volta, claro que a Luiza aproveitou para tirar uma soneca. Almoçamos em um restaurante que fica, no lugar onde pegamos o barco, praticamente em cima do rio, onde batia uma brisa fresca maravilhosa.

Visual do restaurante na margem do rio São Francisco, em Piaçabuçu

Também é possível fazer o passeio de escuna e não é necessário se hospedar na região. Muita gente fica em Maceió ou Aracajú e faz uma day trip (viagem de um dia) para conhecer a Foz.

Outras opcões de passeio na região são as dunas douradas e o Canion do Xingó.

Veja também o post sobre o Rio são Francisco.

Patricia Papp é mãe do Pedro (13 anos) e da Luiza (8 anos) e ama viajar em família. É autora do livro "Como Viajar com Seus Filhos Sem Enloquecer" e "Praias do Nordeste com Crianças".

Ver meus outros posts

14 comentários

  1. ResponderPaloma

    Pati, eu fiz um passeio pela costa do Velho Chico quando tinha 9 anos e foi uma das viagens que mais me marcou na vida (e olha que no ano anterior eu tinha viajado para o exterior pela primeira vez). É tanta beleza, né? Depois de adulta, tive o privilégio de refazer trechos da viagem, mas ainda faltam tantos lugares, o rio é muito grande!
    Que fantástico poder proporcionar isso aos filhos, não?
    Beijos

  2. ResponderErika Marques

    Ah.. esse eu naõ fiz ainda, mas tá na listinha.. Paty, esse passeio é o mesmo que sai de Penedo – aquela cidade histórica – que também navega pelo rio são francisco e chega no encontro do rio com o mar?

  3. Pingback (citações em outros sites/blogs): Chegou a vez da sua família ir para Aracaju | Pulp Edições

  4. ResponderCristiane

    Patrícia, estou amando seu blog. Estou planejando ir fazer esse passeio em setembro. Poderia me informar em qual pousada ficou em Piaçabuçu? Estou querendo fazer como vc, sair de Aracaju de carro com motorista, mas ir primeiro para Piranhas e lá ficar e depois, tb com motorista, ir para Piaçabuçu. Acha viável? oBRIGADA

    1. Responderpatipapp

      Sobre o trajeo, acho viável sim. Basta conversar antes para programar o passeio e as condições. Me parece bem interessante ficar em Piranhas e conhecer melhor a região!

  5. Pingback (citações em outros sites/blogs): As Melhores Viagens com Crianças – Dicas | COISAS DE MÃE | Patrícia Papp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *