Museu de Ciência e Tecnologia da PUC-RS

Museu de Ciência e Tecnologia da PUC-RS

 

Um programa muito legal com crianças em Porto Alegre
Nasci em Porto Alegre, estive lá uma centena de vezes, mas nunca tinha separado uma tarde para conhecer o tal Museu de Ciência e Tecnologia da PUC-RS. Na minha última visita à cidade, na semana passada, resolvi ir com as meninas. Grata surpresa! Elas (e eu) adoramos o passeio. Fomos acompanhada do meu primo Marcos, que mora lá, e tinha estado uma única vez no Museu, quando era criança. Até ele se surpreendeu. Sabe aquelas atrações que você não dá muita importância quando mora da cidade e precisa vir alguém de fora para te mostrar como é bacana?
 
 
 
 
São três andares e mais de 700 experimentos interativos que entretêm gente de todas as idades. Os conteúdos abrangem as mais diversas áreas de conhecimento, que vão desde o universo até o corpo humano.
Para os pequenos (de 3 a 6 anos), há uma área especial chamada Mundo da Criança. Não foi fácil tirar a Olivia de lá para visitar o resto do museu. São várias atrações bonitinhas, como um boneco
gigante com a barriga aberta de onde se pode tirar os órgãos (falando assim parece estranho), caixa de areia para brincar de paleontólogo, jogos com sombras e espelhos, uma boca enorme para brincar de escovar os dentes, uma caixa com caranguejeiras com uma cúpula de vidro no meio em que a criança podem colocar a cabeça e ver as aranhas de pertinho etc.
 
 
 
Os maiores fazem fila no giroscópio humano, equipamento usado para o treinamento de astronautas. Também fazem sucesso o gerador
Van der Graaf (que deixa os cabelos voando) e
vôlei imaginário, em que a sombra dos participantes interage com uma bola virtual.
 
 
Todas
as atrações vêm acompanhadas de desafios, piadas, curiosidades. Tudo muito
lúdico, para tornar a informação acessível, contribuindo para a concepção de
que a ciência está na vida cotidiana das pessoas e pode ser interessante e
desafiadora. Dá para passar horas lá dentro observando, ouvindo, vendo e
mexendo. Por isso, reserve uma tarde inteira. Se estiverem dispostos, é
possível iniciar a visita pela manhã, sair para almoçar (eu vi um Subway no
campus da Universidade, mas deve ter outras opções também) e voltar depois com
um único ingresso. Outra atração que me pareceu interessante é o planetário,
mas só é permitido para maiores de 10 anos. Uma dica: coloque tênis nas
crianças, pois em pelo menos uma atração (não me perguntem o nome), é
obrigatório.
 
 
Serviço:
O
Museu abre de terça à sexta das 9h às 19h e sábados e domingos das 10h às 18h.
Os
ingressos custam R$ 16,00 (inteira), R$ 12,50 (estudantes, professores,
crianças até 12 anos e maiores de 60). Com visita ao Planetário e Cinema 3D,
fica R$ 19,50.
Mais
informações: http://www.pucrs.br/mct/
*Fernanda é mãe da Marina (9 anos) e Olivia (3 anos). Mora em Curitiba mas nasceu em Porto Alegre.

Fernanda Ávila é jornalista, autora do Guia Nova York com Crianças, e mãe da Marina (13) e Olivia (7). Morou em Nova York e Lisboa e é sócia da Pulp Edições.

Ver meus outros posts

3 comentários

  1. Pingback (citações em outros sites/blogs): Os melhores Museus com crianças, segundo a Blogosfera de Famílias Viajantes. | Viajando com Pimpolhos

  2. Pingback (citações em outros sites/blogs): Os melhores Museus com crianças, segundo a Blogosfera de Famílias Viajantes. #FamilyMW | Viajando com Pimpolhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *