Açores com crianças: Ilha Terceira

Açores com crianças: Ilha Terceira

Nossa primeira parada nos Açores: Ilha Terceira!

Chegamos ao aeroporto no começo da noite, pegamos o carro alugado com a Ilha verde (ver post Açores com crianças: dicas gerais), fomos até o hotel, deixamos nossas coisas e fomos passear; tínhamos somente dois dias neste paraíso e queríamos aproveitar ao máximo.

Onde ficar

Nós ficamos na Pousada Forte Angra do Heroísmo, um hotel dentro de um forte do século XVI. O lugar é lindo e as vistas ainda melhores! Pessoal muito atencioso, café da manha correto e quarto espaçoso (colocaram bercinho para o Kai e o banheiro tem banheira)         20150523_095850 IMG_1598

Outra opção é o Hotel do Caracol. Uns amigos tinham nos recomendado, porém não encontramos quarto disponível.

O que fazer

A principal cidade de Terceira é Angra do Heroísmo. Uma graça de cidade e o seu centro histórico foi reconhecido, em 1983, como Patrimônio Mundial da Humanidade, pela UNESCO. Vale a pena caminhar pelas ruazinha e prestar atenção na riqueza de detalhes de seus edifícios, todos super bem pintadinhos. Aliás, vimos muita gente pintando a casa e “deduzimos” que era para celebrar as Festas do Espírito Santo que aconteciam na Ilha nos dias que estivemos por lá.

 

IMG_1783 IMG_1603

                                IMG_1824 IMG_1825

                                                                                              IMG_1832

Em toda a Ilha é possível ver os chamados “Impérios“. São pequenos templos, de tipologia única na arquitetura portuguesa, onde, entre o domingo de Páscoa e os domingos de Pentecostes, venera-se o Espírito Santo. Nos arredores dos Impérios acontecem, durante vários dias, as festividades do Espírito Santo compostas por um conjunto de cerimônias: a “coroação” do Imperador Menino, o desfile de cortejos e o bodo de pão e de carne.

IMG_1818

Império

Nesta ilha os parques merecem um destaque especial! Desde jardins clássicos, como o Jardim Duque de Terceira (considerado o mais importante dos Açores, com espécies de todo o mundo), passando por reservas florestais, como a Lagoa das Patas, até jardins de linhas contemporâneas, como Jardim dos Corte-Reais. Ah…e não posso deixar de mencionar o Parque Municipal do Relvão, no monte Brasil; o parque atende as necessidades de todas as idades e ainda tem umas vistas privilegiadas sobre Angra. Todos os parques são extremamente bem cuidados e lindíssimos. O Kai amou e brincou até!

Jardim

Jardim Duque de Terceira

Lagoa das Patas

Lagoa das Patas

Parque do Relvao

Parque do Relvao

Outro destaque são as piscinas naturais! Demais! Em muitos pontos da Ilha é possível encontrá-las: Piscinas Naturais da Silveira, das Cinco Ribeiras, Negrito, Salgueiros (aqui tem churrasqueira pública de frente para o mar). O Kai adorou ver os peixinhos e os camarões sentadinho nas pedras.

IMG_1605 IMG_1731

Falar nas ilhas e não mencionar a palavra vulcão é impossível. E na Terceira não é diferente. A atividade vulcânica deixou verdadeiras obras de arte que estão muito bem cuidadas e protegidas. Ao centro, a ilha é marcada pela Caldeira de Guilherme Moniz que, infelizmente, não conseguimos ver por culpa da neblina. Isto é bastante comum nos Açores, assim que vale a pena ter um pouco de flexibilidade nos programas porque, na maioria das vezes, dependerão das condições climáticas.

Dentre as “obras de arte vulcânicas” estão o Algar do Carvão, resquício de uma antiga conduta vulcânica que deslumbra pela imensidão. Do teto em abobada descem incríveis estalactites de sílica, as maiores do Mundo. Outra “obra” é a Gruta do Natal, um túnel de lava, que surpreende pela sucessão de corredores estreitos e longos e pelas diferentes formas e cores que assumem as paredes, solo e teto. Atenção: a Gruta do Natal tem túneis realmente estreitos e baixinhos; se tiverem crianças com medo de escuro não aconselho o passeio. Fomos com o Kai no colo, pois na mochila não dá para passar, e no último túnel ele chorou porque era muito baixo e tivemos que passar quase de joelhos com ele andando. É muito interessante, mas vale a pena ter este fator em conta.

Agar do Carvao

Algar do Carvão

Agar do Carvao

Algar do Carvão

Gruta Natal

Gruta Natal

Gruta do Natal

Gruta do Natal

Uma coisa que as crianças adoram são as Furnas do Enxofre: a paisagem é dominada por “fumeiros” circundados por terrenos em tons amarelos, laranja e vermelho. O cheiro característico de enxofre e o calor dão ainda mais a sensação de estarmos em terras vulcânicas.

Agora, as melhores vistas são desde algum, dos muitos, miradores. Lá é possível observar a imensidão dos seus vulcões. No topo do Monte Brasil, um antigo vulcão com origem no mar rodeado pelos 4 km de muralhas da Fortaleza São João Batista, a mais antiga fortaleza continuamente ocupada por tropas portuguesas, tem-se uma das vistas mais bonitas sobre a cidade e a baía de Angra do Heroísmo.  Outros miradores que valem a pena são o do Miradouro do Facho, onde reside o imponente Monumento do Imaculado Coração de Maria, tem-se uma panorâmica excepcional sobre a praia, marina e casario da Praia da Vitória e de toda a planície das Lajes; e o da Serra do Cume percebe-se a geometria dos infindáveis muros de pedra e sebes de hortênsia que recortam as pastagens da Terceira.IMG_1604IMG_1651 IMG_1809IMG_1817

Onde Comer

Deixo duas dicas que adoramos!

No primeiro dia, seguimos a sugestão do pessoal do hotel, fomos jantar à Casa do Pasto Canadinha, em Angra do Heroísmo. Só o nome já gostamos. Simplesmente delicioso! Lugar super típico, comida caseira muito gostosa e atendimento 10! Comemos lapas, lulinhas e peixe ao forno. Adoramos!

Lapas

Lapas

Alcatra

Alcatra

No dia seguinte almoçamos no Caneta, em Altares. Lá experimentamos o famoso Alcatra da Ilha Terceira. Alcatra é um prato típico, que nao tem nada a ver com o corte da carne. Achamos um prato bem parecido com o barreado. Deixo a receita aqui para quem quiser…uma delícia!

Na semana que vem conto um pouco mais sobre o Faial!

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *