Avião sozinha com bebês: algumas dicas para uma ótima viagem

Avião sozinha com bebês: algumas dicas para uma ótima viagem

Por árias razões tive que viajar muitas vezes sozinha com o Kai. Viagens curtas, longas e muito longas; de avião e de carro. Assim que conto um pouquinho do que faço para que as viagens sejam uma delícia para nós dois.

No começo tentava chegar um pouco mais cedo que o normal para poder fazer tudo com calma; com o tempo e um pouco de prática, já preciso de menos tempo para estar sentada dentro do avião.

Em alguns aeroportos e/ou companhias aéreas pais com bebês têm prioridade na hora do check-in e controle, porém ainda há alguns lugares que isto não acontece.

No check-in sempre peço as poltronas o mais na frente possível (às vezes nos dão as últimas :(), pois “passear” todo o avião com o Kai (no colo quando ainda não andava), a bolsa dele e alguma outra coisa nas mãos “não é bolinho”!

O que levar

Nunca levei a casa nas costas mas, mesmo assim, quando se viaja com crianças é preciso mais coisas do que de costume. Quando são pequenininhos tudo, ainda que pareça mais complicado, é mais fácil. Sempre levava:

mochila para carregá-lo

– mamadeira com água e leite em pó (se não amamentar)

– água

– manta

trocador com fraldas, toalhinhas e maisena (não usamos creme para assadura, só maisena)

– uma muda de roupa

carrinho com bolsa protetora para viagens

Mochila e sem sapatos

Mochila e sem sapatos

Conforme o Kai foi crescendo e já sentava, troquei a mochila para carregá-lo pela bolsa brinquedoteca, adicionei as frutas e continuava levando o resto.

Agora que ele já anda, troquei a brinquedoteca por uma mochilinha com alça assim ele fica preso em mim, principalmente, na hora do controle (acho muito prática, ainda que há muita gente que me olha como se eu estivesse cometendo um crime) e dentro da mochila levamos:

– um ou dois livrinhos

– dois carrinhos

– um jogo de cubos para encaixar

– lápis de cor e papel para pintar

Também levo frutas, bolachas e uma papinha.

Uma mala para os dois, o carrinho (com a capa protetora), bolsa e mochila do Kai

Uma mala para os dois, o carrinho (com a capa protetora), bolsa e mochila do Kai

Documentos necessários

Além, é claro, do documento de identidade e/ou do passaporte (para viagens internacionais), é necessário levar uma autorização assinada pelo pai (no caso da viagem ser com a mãe). Depende de cada país é exigido um tipo de autorização e também é feita um tipo de autorização diferente. Falo dos dois países que conheço mais: Espanha e Portugal. Na Espanha você faz uma autorização registrada em cartório que dura a vida inteira, não é necessário fazer uma por ano. Em Portugal é necessário fazer uma por ano. Também nunca traduzi a autorização.

Outros documentos que sempre levo são: carteirinha de vacina, boletim de saúde (a caderneta onde o pediatra anota tudo da criança) e o “Libro de Família” (um documento espanhol onde consta os dados do casamento e de todos os filhos do casal).

Com o Kai entrei e/ou saí sozinha dos seguintes países: Brasil, Marrocos. Estados Unidos, Espanha, Itália e Portugal. Somente em Portugal me pediram a autorização para viajar com ele sozinha. Nos outros países nunca me pediram.

Na hora do controle

Quando o Kai não sentava

Passava a bolsa pelo controle. Deixava o Kai no carrinho, passava pelo raio X ou scanner, voltava, colocava o bebe conforto no chão (nunca deixem o bebe conforto em cima de mesas...quando menos esperamos as crianças se mexem e podem cair), desmontava o carrinho, colocava-o na cinta, tirava o Kai do bebe conforto, colocava o bebe conforto na cinta e passava o arco com o Kai no colo.

Uma vez passado tudo…colocava o Kai no bebe conforto e o deixava no chão, montava o carrinho, colocava o bebe conforto no carrinho, colocava a bolsa no carrinho e pronto!

Quando o Kai já sentava

Passava a bolsa pelo controle. Abria a brinquedoteca e colocava o Kai para brincar. Desmontava o carrinho e o colocava na cinta. Passava pelo raio X ou scanner, voltava, pegava o Kai, fechava a brinquedoteca e a colocava na cinta, e passava o arco com o Kai no colo.

Uma vez passado tudo…colocava o Kai na brinquedoteca, montava o carrinho, colocava o Kai no carrinho, colocava a bolsa e a brinquedoteca no carrinho e pronto!

Quando o Kai começou a andar

Passo a bolsa pelo controle. Tiro o Kai do carrinho e coloco a mochila com a alça presa em mim. Desmonto o carrinho e o passo pelo controle. Tiro a mochila do Kai e a passo pela cinta. De mãos dadas, vou até o arco com o Kai, ele passa e depois eu passo.

Uma vez passado tudo, coloco a mochila no Kai, monto o carrinho, coloco o Kai no carrinho, coloco a bolsa e a mochila no carrinho e pronto!

Mochila com alça para prender nos pais

Mochila com alça para prender nos pais

O que fazer durante as escalas longas ou voos atrasados

Alguns aeroportos têm “zona kids”. Dos que conhecemos, têm zona kids os seguintes aeroportos:

Antalya

Barcelona – El Prat

Berlin – Schönefeld

Boston – Logan

Chicago – O’Hare

Lisboa – Portela

Madrid – Barajas

Miami

Paris – Charles de Gaulle

O que acho uma graça é o de Chicago…lindinho!

Ter “zona kids” é um “plus”, mas não é necessário. Quando tem aproveitamos, mas e se não tem?! Bom… daí brincamos! De pintar, contar histórias, de carrinho, olhamos como os aviões decolam, descobrimos nomes diferentes em idiomas diferentes, …invento qualquer jogo. Quando a criatividade já não dá para mais… é “hora do sorvete”. Não é precisamente “do sorvete”, mas sim de comer alguma coisa. Se vejo que atrasaremos muito já me organizo com horas de almoço e/ou jantar, senão…um sorvete é sempre uma boa ideia.

Brincando enquanto esperávamos um voo atrasado

Brincando enquanto esperávamos um voo atrasado

Dentro do avião

No primeiro post que escrevi para o “Eu Viajo com Filhos” contei que dei brigadeiro para os “vizinhos” para começar a viagem com o pé direito. Tento que o Kai se comporte bem, que não incomode as pessoas e, principalmente, que não chore. Mas, às vezes, o esforço é em vão. Normalmente, o Kai adora viajar mas, quando ele está agitado e não quer ficar sentado, vou andar com ele pelo avião, mostro a cozinha, explico como funciona, conto os bancos, as pessoas, as crianças, … outra vez, deixo a imaginação trabalhar para tentar incomodar o mínimo possível.

Carrinho na chegada

Bom… se tudo correr bem o pessoal da companhia aérea entrega o carrinho na porta do avião (Dica: é sempre bom lembrar a tripulação que você tem um carrinho e que o quer na porta do avião. Algumas vezes eles “esquecem” e o carrinho sai na área de “bagagens fora de formato”.).

Uma vez eu tenho o carrinho, preciso montá-lo. O nosso carrinho é de duas peças e aí vem o divertido da viagem. Quando o Kai cabia na mochila, eu montava o carrinho com ele na mochila. Quando já sentava, eu montava o carrinho com ele na brinquedoteca. E agora que já anda, peço para ele ficar sentadinho cuidando da bolsa e monto o carrinho. Até aí nada de mais… mas e quando ele vem dormindo e não acorda com o pouso? Bom… a primeira vez que aconteceu eu perguntei à aeromoça se ela poderia dar uma olhada nele enquanto eu descia (não era em finger), montava o carrinho e depois voltava para buscá-lo. Sabem qual foi a resposta: “O filho não é da senhora?! Então a senhora é que tem que cuidar dele!” Depois desta resposta tão gentil, resolvi que era melhor eu me virar sozinha mesmo. Então, se o Kai não acorda, eu o coloco ou deitado onde seja possível e monto o carrinho. Ele continua dormindo na maior mesmo com todo o movimento.

Recolhida da malas

A primeira regra para viajar sozinha com bebes é levar somente o essencial. Assim nós levamos, normalmente, uma mala para os três (ou para os dois quando estamos sem o Toni). Desta maneira é fácil porque não tenho que pegar carrinho e encher de malar; é só pegar uma mala e ir embora.

Já aconteceu de eu estar sozinha com o Kai e algumas malas… um pouco mais perrengue, mas nada impossível.

Esta viagem sim foi mais complicada...muitas malas e 4 escalas.

Esta viagem sim foi mais complicada…muitas malas e 4 escalas. Mas sobrevivemos e aproveitamos!

Transporte na saída do aeroporto

Aqui, estando sozinha ou com o Toni, sempre fazemos a mesma coisa. Se chegamos a uma hora prudente, e estamos em um país onde o transporte público funciona, pegamos metrô/ ônibus. Senão pegamos táxi.

Dica: normalmente o uso de cadeirinhas de carro não é obrigatório nos táxis e eu não gosto de andar de carro com o Kai sem cadeirinha (por isso muitas vezes o transporte público é a solução perfeita). Mas, em alguns países, como a Alemanha, já existem táxis com cadeirinha para bebes! Adorei! Assim que, vale a pena perguntar se existe algum táxi que tenha a cadeirinha.

Dicas gerais

– Quando o Kai ainda não andava nós não colocávamos sapatos (só meias e, no verão, nem isso) e, ainda menos para viajar. Vivem caindo e sempre acabávamos com um pé de cada sapato.

– Nos voos muito cedo levo a mamadeira, fruta e bolacha na bolsa e tomamos o café da manha juntos no aeroporto.

Café da manha no aeroporto

Café da manha no aeroporto

– Uma das nossas brincadeiras preferidas e fazer “selfies” para mandar para o Toni. Esta brincadeira já me ajudou muito durante os voos que o Kai está acordado.

"Selfies" para o papai

“Selfies” para o papai

Quando estou arrumando a mala sempre deixo o Kai me “ajudar”. É claro que, às vezes, não funciona muito bem, mas na maioria das vezes ele me ajuda levando as roupas dele até onde arrumo a mala, pegando algum brinquedo, … coisas fácies que sei que ele é capaz de fazer. Desta maneira ele participa da viagem do começo ao fim, não só com as coisas boas, mas também com a organização de tudo.

Ajudando a mamãe a arrumar a mala

Ajudando a mamãe a arrumar a mala

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

1 comentário

  1. ResponderLuciana

    Oi Ana! Embarco esta semana sozinha com meus 2 filhos pequenos (1 e 5) para passar 15 dias entre França e Alemanha. Confesso que após ler seu post me senti muito mais encorajada. Obrigada por compartilhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *