Capadócia com crianças: cidade subterrânea, trekking e por do sol no Vale Rosa

Capadócia com crianças: cidade subterrânea, trekking e por do sol no Vale Rosa

Maravilhados com o passeio do primeiro dia, começamos o segundo.

Dia 2

Como disse no post da semana passada, no segundo dia fizemos uma excursão em grupo. Éramos umas 10 pessoas, com um micro ônibus bem legal. Fizemos com uma agência por recomendação do hotel.

Passamos pelo lago Acigöl, além de muito importante pela produção de sulfato de sódio para o setor industrial, é um lugar lindo. É possível caminhar em volta do lago, vimos algumas pessoas nadando (mas não sei se é permitido).

Lago Acigöl

A próxima parada foi na cidade de Selime, onde vimos algumas casas, capelas e a Selime Katedrali e as “Chaminés de Fadas”. Muito bacana!

Dica: se forem no verão, atenção com o calor…é muito quente mesmo! Se forem com crianças pequenas, deixem os carrinhos no carro/ônibus porque é um lugar complicado para se movimentar com eles.

Interior de um edifício em Selime

Interior de um edifício em Selime

Cidade de Selime

Cidade de Selime

Brincando em Selime

Brincando em Selime

IMG_4198

Brincando nas cavernas

Depois todos fizeram um trekking de uma hora pelo vale do Ihlara Vadisi Yolu. Eu fiquei com o Kai no carro e o motorista, super gentil, nos levou a um mirador para que eu pudesse ter a vista completa do vale. Lindíssimo! E, enquanto o pessoal não voltava, fiquei esperando com o Kai no restaurante onde íamos almoçar (Belisirma Restaurant).

Na área deste restaurante há vários do com o mesmo estilo: mesas baixinhas ao lado do rio. Lá brinquei com o Kai até todo mundo voltar do trekking. O Kai adorou ver os patinhos e ver os peixinhos nadando pertinho dos nossos pés! Vale pelo lugar pois é fácil de encontrar uma comida melhor em qualquer outro lugar de Turquia.

Restaurantes à beira do rioDica: o trekking não era complicado, o Kai é que ainda é muito pequeno. Crianças de 6/7 anos poderiam fazê-lo com certeza.

Nossa próxima parada foi a cidade subterrânea de Kaymaklı. Incrível! Uma visita obrigatória! Na Capadócia há várias cidades subterrâneas, algumas inclusive conectadas. As cidades subterrâneas foram construídas, principalmente, com o objetivo de proteger os cristãos das invasões. Diz a história que as pessoas podiam ficar semanas trancadas dentro destas cidades. Kaymakli, de acordo com os estudiosos, abrigava umas seis mil pessoas. Está não é a mais profunda, e sim a maior, mas mesmo assim impressiona! Oito andares debaixo da terra com sistema de ventilação, comunicação e segurança, e com as divisões super claras dos cômodos (dormitórios, cozinhas, depósitos, igrejas, portas secretas). Genial! Tudo com uma razão de ser. Realmente muito interessante.

Túnel de ventilaçao

Corredores de comunicaçao

Não é um passeio muito fácil de fazer para que quem sofre de claustrofobia ou tem dificuldade de locomoção esta visita pode ser um pouco complicada, pois há diversos corredores e passagens estreitos e apertados, onde é preciso andar agachado.  Mesmo assim, o Kai desceu conosco, a maioria do tempo no colo. É uma visita super bacana para fazer com os pequenos e explicar que, há  anos, nestes lugares viviam outras crianças e mostrar as salas de aula, onde comiam, brincavam… Apesar de tudo não é uma visita cansativa, assim que as crianças podem fazê-la com certeza. Quando fomos não havia muita gente… o que é ideal para poder fazer a visita com mais tranquilidade. Para visitá-la pagamos 25 liras turcas.

IMG_4262

Cidade subterrânea

IMG_4275

Cidade subterrânea: andando um pouquinho

O dia nos presenteou com um por do sol lindíssimo no Vale Rosa. Desde um mirador dentro da cidade de Goreme, de onde é possível ver todo o vale, o por do sol faz a paisagem da Capadócia ainda mais impressionante.

IMG_4349 IMG_4320

Vale Rosa e Vermelho

Vale Rosa e Vermelho

Para fechar o dia fomos jantar no restaurante Dibek. Ótima comida local e o pessoal super atencioso e gentil. Muitas vezes levamos o Kai para jantar, o que nunca tinha acontecido é que a mesa era do seu tamanho, tinha uns 10 potinhos com temperos e ele estava fora da cadeirinha. Bom, foi a alegria dele e dos vizinhos de mesa. Ainda bem que os garçons eram uns amores e entraram na brincadeira com ele. Provamos muitos pratos: Mercimek Çorbası (sopa de lentilhas), Manti (massa caseira recheada com carne e com molho de iogurte e tomate), Pottery Kebab (kebab com tomate, pimentao, beringela e espécies cozido dentro de um pote de barro e servido com arroz) e Kurufasulye (feijao branco com “carne seca”, parecida à nossa). Tudo uma delícia!!!! Só de lembrar dá aguá na boca! E é claro que, depois de todos estes pratos, não sobrou espaço para a sobremesa.

Kai e os temperos

Kai fazendo “poções mágicas” com os temperos

Pottery Kebab

Pottery Kebab

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *