Viajar de avião com bebê de dois meses

Viajar de avião com bebê de dois meses

O grande ritual de passagem dos novos pais viajantes é o primeiro vôo com o bebê. Quando viajamos com o nosso bebê de dois meses, muitos falaram que éramos muito corajosos. A verdade é que viajar de avião com bebê pequeno é muito fácil, veja só. Logo depois da primeira vacina, resolvemos fazer o vôo Londres – São Paul0 – Curitiba. Aqui estão algumas dicas que funcionaram conosco, pais de primeira viagem.

 

Dicas para viajar de avião com um bebê

1. Na hora de comprar a passagem, escolha vôo noturno.

Sim, se ele chorar vai acordar todo mundo. Mas com apenas dois meses, o choro ainda não é tão forte e não dura tanto quanto os de bebês mais velhos. E nessa idade, ele ainda dorme bastante, então aproveite pra cochilar também.

2. Leve mamadeiras.

Bercinho TAM

No bercinho da Tam – chamado de bassinet

De leite materno se estiver amamentando ou dê complemento. É para um reforço caso não esteja preparada para dar de mamar ou não tenha um lugar confortável. Ou para aliviar o ouvidinho do bebê na decolagem/ aterrissagem. Peça uma xícara de água quente em qualquer café ou restaurante no aeroporto para esquentar a mamadeira ou para o comissário no avião. Leite materno é permitido levar em mala de mão SIM. Não pode abusar, mas levei 3 mamadeiras de leite materno e eles nem tchuns.

3. Peça o bercinho.

Nós viajamos com a TAM e por precaução eu pedi o bercinho antes – e paguei pelo privilégio. Não foi barato – $120 dólares por trecho internacional (não tem em vôo nacional). Para nós, valeu a pena: o assento é ótimo, super confortável e com espaço enorme para as pernas. Sei que, por exemplo, a KLM não cobra. Consulte com a sua companhia antes de comprar a passagem – as vezes o vôo fica até mais barato em uma que é cortesia. Nosso bebê dormiu tranquilo no bercinho por várias horas, só acordando pra mamar e trocar fralda.

Sling ou Canguru

Viajando confortável no sling.

4. Não leve carrinho, nem bebê conforto.

Carrinho parece uma ajuda, mas acaba sendo um trambolho. Você acumula um monte de tralha porque tem espaço e depois tem que levar tudo na mão. Se o bebê ainda é tão pequeno, prefira um sling ou canguru. Ele fica pertinho, confortável, ainda não é pesado pra carregar e não fica ansioso de estar em um ambiente novo. Nesta idade, se o bebê está pertinho dos pais, não precisa de mais nada. Leve uma malinha de mão para ele separada da sua.

5. Leve uma malinha de mão pequena para o bebê.

Coloque uma muda de roupa para ele, uma camiseta para você (caso aconteça algum acidente de vomitar ou na hora de trocar fralda), uma fralda para cada hora do vôo (vai que ele resolve ter um dia agitado nas fraldas), mamadeiras, lencinhos, fraldinhas de pano (são ótimas para usar de lençol no bercinho, que não estava suuuper limpo), um cobertor caso o ar condicionado esteja forte e chupeta. Evite brinquedos ou coisinhas fofinhas que ele não vai usar. Com dois meses, o bebê ainda é muito pequeno pra dar bola pra essas coisas.

6. Tenha muito bom humor.

A primeira viagem é sempre uma aventurinha. A primeira coisa que foi diferente para nós foi a atenção que nos davam. Pessoas vinham falar conosco, perguntar a idade do bebê, o nome, para onde estávamos indo. Várias pessoas também davam opiniões, mesmo quando não perguntávamos. Muito cedo pra viajar, muito longe, ele está chorando por causa de sono/cólica/dor de ouvido. Eu dava um sorriso amarelo e seguia em frente. O nosso filho também não sabia que hora de aterrizar é hora de ficar quietinho, então resolver fazer aquele cocô. O pai foi correndo trocar a fralda antes da aterrissagem – e ele resolveu fazer xixi pelo banheiro inteiro (o bebê, não o pai). Então teve que trocar a fralda e com um lencinho enxugar o espelho, pia, tampa da privada. Coisas de viajar com filhos. 😉

Faremos a mesma viagem quando o filhote tiver 5 meses e meio. Daí conto as diferenças!

 

 

Leia também:

1 ano de vida e 22 viagens

Como distrair crianças durante um vôo

Atividades para distrair as crianças em viagens

 

Sou jornalista, moro em Londres e sou mãe do Alfredo, de 5 meses.

Ver meus outros posts

8 comentários

  1. ResponderBianca

    Muito obrigada por toda informaçao, ainda estou com 3 semanas de gravidez mas meu bb é 50% holandês, eu vou ter o bb no Brasil mas meu marido é holandês, nossa vida é aqui na Holanda e eu realmente vou precisar viajar, são 10horas de viagem, eu tava muito preocupada mas graças as suas dicas eu to super tranquila. Gratidão.

    1. ResponderFernanda Avila

      Oi Bianca, durante o voo e no aeroporto, como o Bento estava com a Karina, não foi preciso tirar leite para armazenamento. Ela fez isso enquanto já estava no hotel, onde havia frigobar. Espero ter ajudado. Abraço!

  2. ResponderVivianne

    Nossa adorei seu post! Meu bebê tem 2 meses e meio e estamos querendo fazer a primeira viagem com ele pra Europa! Será, na verdade, a primeira viagem! Seu post foi bem esclarecedor! = )
    Tenho uma dúvida… como vc fazia com o bercinho pra dormir nas cidades em que passou e com a banheira? Dava banho no chuveiro?
    Você já levou bebê conforto por conta de viagens com carro fora do país? Obrigada!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *