Um domingo de sol na Vila dos Animais (próximo a Curitiba)

Um domingo de sol na Vila dos Animais (próximo a Curitiba)

O Parque Temático Vila dos Animais  fica em Campina Grande do Sul, a 25 km de Curitiba, meia hora do centro da cidade. Da minha casa, no Alto da XV, não levou nem 20 minutos no domingo pela manhã, e foi bem simples de achar (veja o mapa).

A Vila abre meio-dia, todo domingo e feriado, e a entrada custa R$ 40. Nesse valor, estão incluídas todas as atividades e um pacotinho de ração para alimentar os animais na boca. Vá sem medo que não tem nenhum perigo e é uma delícia!

IMG_3549Apesar de o parque fechar às 18h, recomendo chegar cedo, meio-dia mesmo, porque duas atividades – o passeio de trator e a ordenha da vaquinha – são por ordem de entrada no parque. Então, quem chega depois do almoço acaba ficando por último e demora para embarcar.

O almoço

O legal é que dá para almoçar lá. A comida na Vila é supergostosa, caseira, daquelas com cara – e gosto – de fazenda mesmo: peixe, carne, frango, arroz, feijão, farofa, banana, macarrão e salada. O quilo do bufê é R$ 48,90, e o restaurante fica aberto até às 14h. A partir daí, tem opções de lanchonete, como sanduíche, crepes, churros, bolos, pipoca, sorvete, pão de queijo, pastel e suco natural. O churros é sim-ples-men-te de-li-ci-o-so, feito na hora, com ingredientes da própria fazenda. Não dá para deixar de comer.

restaurante

Atividades

À primeira vista, o lugar não é muito grande porque as atividades e os animais ficam todos próximos uns dos outros, mas a área total é de 9 alqueires, das quais 5 são abertos à visitação. É tudo muito arrumadinho, simples e bem cuidado. Tem parquinho, para as crianças que não dispensam um escorregador, lago, redes, banheiros “honestos” e muita grama.

Vila dos Animais

Monitores acompanham as atividades ao longo do dia, em horários determinados. São profissionais preparados, carinhosos, que orientam as crianças e fazem do passeio uma atividade lúdica e pedagógica. Tem gente que não gosta de hora marcada. Ok, às vezes é melhor ficar mais solto. Mas não tem problema, dá para se divertir mesmo sem participar do que está programado e fazer as próprias escolhas.

Primeira parada

No dia em que estivemos lá – eu, o Francisco e o Henrique – a primeira parada (depois de algum tempo no parquinho) foi nos cavalos. Francisco não escolheu o pônei como imaginei, mas o cavalo maior. Deu três voltas e ficou todo orgulhoso.

IMG_3576Depois foi a vez de alimentar os animais. Coelhos, bodes, cabras, ovelhas, porquinhos, pavões, avestruzes e marrecos. Foram todos devidamente alimentados por nós três.

IMG_3558Chegou a hora de colher os ovos das galinhas, mas, antes, uma aula sobre a diferença das penas e dos ovos das aves que moram por lá. Francisco adorou!

O passeio de trator leva poucos minutos, mas é bastante divertido. Ele dá a volta na fazendinha com um motorista muito animado. O percurso é entre árvores e uma boa oportunidade de relaxar. Essa foi nossa última parada porque o Francisco não quis tirar leite da vaca! Ok, fica para a próxima, né? J

tratorNosso dia na Vila dos Animais foi incrível. Não é barato, é verdade. Nosso passeio, casal + 1 filho, saiu por R$ 200. Sim, crianças pagam a partir de 3 anos de idade. Mas valeu muito: saímos de lá depois das 16h (exaustos) com a sensação de um dia saudável, educativo, divertidíssimo e muito, muito família.

Dicas úteis:

– não aceitam cartão de crédito
– dá pra fazer festinhas de aniversário
– durante a semana tem visita de escolas
– leve protetor solar

Mariana Leodoro é a mãe do Francisco, de três anos, e editora de conteúdo da Pulp Edições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *