Saraievo: uma cidade surpreendente

Saraievo: uma cidade surpreendente

Saraievo (Sarajevo) me marcou profundamente. Um daqueles destinos que impressionam tanto que chega a dar medo falar (ou escrever) sobre o lugar e não conseguir traduzir todo impacto que ele causou. Adoro conhecer outras culturas, outras religiões, outras histórias! Nestes quesitos, a capital da Bósnia e Herzegovina, que fica nos balcãs, é um prato cheio!  Um dos motivos é a história de guerra muito recente, a guerra da Bósnia (antiga Iuguslávia) que minha geração acompanhou pela televisão.

sarajevo_bosnia

Uma cidade pequena (menos de 400.000 habitantes) com uma enorme importância histórica. Foi lá que aconteceu o assassinato do Arquiduque Franz Ferdinand, que acabou culminando na Primeira Guerra Mundial. A cidade foi fundada em 1461 pelos otomanos, é possível ver vários traços na arquitetura e na culinária que são herança deste período. Aliás, a comida de rua de origem turca é deliciosa! Em 1878, foi ocupada pelo Império Austro Húngaro, que também deixou muitos traços, como os cafés inspirados em Viena. Nas ruas vemos igrejas, mesquitas e muitas marcas de guerra.

saraievo Bosnia

O que ver e fazer em Saraievo

Passamos 4 noites em Saraievo e conhecemos praticamente todos os pontos turísticos a pé. A parte mais charmosa da cidade é o rio Miljacka e os seus arredores, a cidade velha:

Edifício Vijecnica – que tem na sua arquitetura traços de diversos períodos. Durante a guerra da Bósnia funcionava como biblioteca e foi incendiada. A restauração foi muito bem feita.

Saraievo

Ponte Latina – onde ocorreu o assassinato de Franz Ferdinand

Mesquita Careva Dzamija – vale a pena entrar e passear pela área externa. Muito bonita.

Saraievo mesquita

• Poucos metros do rio fica Bascarsija, o bairro mais simpático de Saraievo. As ruas são de pedra e as lojinhas e restaurantes lembram um grande mercado  turco à céu aberto. Há muitos tapetes, potinhos, jogos de café típicos de metal e tecidos lindíssimos. O epicentro é a fonte de água, construída em madeira, Sebili Brunnen.

sarajevo_fonte

• O mercado fechado, Dugi Bezistan: mais interessante pelo local e pela arquitetura (1551) do que pelas lojinhas dentro dele.

Sarajevaska Pivara – a grande fábrica de cerveja local ocupa vários quarteirões e foi poupada durante a guerra. Ela tem uma pequena lojinha com um museu de apenas uma sala e um restaurante que vende a cerveja produzida ali e lembra pavilhões alemães (escuro, com muita madeira).

Sarajevo Musej

Academia de Belas Artes e a moderna ponte Festina Lente

• Chama Eterna

saraievochamaeterna

• Embora a rua Marsala Tita seja fechada para carros, e esteja em uma região central, ela não é tão charmosa.

Catedral Ortodoxa

Saraievo Catedral Ortodoxa

Outros passeios e visitar em Saraievo:

O Historical Museum of Bosnia & Herzegovin é muito simples e muito triste com relatos sobre os absurdos da recente guerra.

Saraievo é um vale rodeado por 5 montanhas, fizemos um passeio por uma delas Trebevic. A vista da cidade é muito bonita mas fica mais fácil entender porque a cidade sofreu tanto durante a guerra: ela estava cercada por todos os lados. Foi por isto que a cidade ficou sitiada e por isto também que uma das avenidas ficou conhecida como snipper alley. Quem tentasse atravessar a avenida corria o risco de ser atingido pelos atiradores que ficavam em cima das montanhas.

Saraievo: marcas da guerra

Fomos a Saraievo sem as crianças mas gostaria de dizer que acho um destino super child friendly. Tenho muita vontade de voltar e levar meus filhos e fiquei imaginando como é importante que eles vejam e saibam como é uma cidade pós guerra. Se quiser saber como foi a experiência de uma família com filhos, veja o relato da Claudia: http://www.felipeopequenoviajante.com/2014/12/sarajevo-bosnia-principais-atracoes.html

 

Nós

Fizemos um walking tour com um rapaz local que nos contou muito sobre como foi viver em Saraievo durante os anos de guerra. Foi ele quem nos apresentou a cidade e suas particularidades. Recomendo a visita guiada com ele pois torna o passeio muito mais rico. Veja como funciona aqui:

https://travelvince.com/sarajevo-walking-tours/

 

Patricia Papp é mãe do Pedro (13 anos) e da Luiza (8 anos) e ama viajar em família. É autora do livro "Como Viajar com Seus Filhos Sem Enloquecer" e "Praias do Nordeste com Crianças".

Ver meus outros posts

2 comentários

  1. ResponderTravelVince

    Pati,

    que delícia lembrar da nossa viagem para Sarajevo no ano passado! Eu adorei a Bósnia, mas me apaixonei de verdade por Belgrado na Sérvia. Pena que choveu tanto no dia em que você estava lá! Agora fico aguardando o post de Beirute, que também me impressionou muito. Coincidência que fomos juntos para os dois destinos…. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *