Aproveitar os parques da Disney com crianças pequenas

Aproveitar os parques da Disney com crianças pequenas

Sim! Fomos para a Disney com 4 crianças pequenas: 4, 3, 2 anos e 4 meses. Éramos 3 adultos, sendo que a minha cunhada é uma super expert em Disney com crianças pequenas!

A minha cunhada foi peça chave para que a nossa viagem fosse um sucesso (Muito obrigada Ju!!!). Ir à Disney com 4 crianças pequenas no verão não é fácil e poderia ter sido uma grande confusão senão fosse pelas super dicas da Ju.

Ficamos 6 dias inteiros em Orlando: chegamos sábado à tarde e voltamos na sexta à tarde. Já na organização da viagem vimos que seria melhor alternar dias de parque com dias livres e  decidimos que faríamos Epcot, Animal Kingdom e Magic Kingdom. Na verdade, meu marido e eu éramos os que queríamos ir ao Animal Kingdom para ver o Reino de Pandora (e valeu muito a pena!!! Contei nossa experiência neste post!).

Preparação para os dias de parque da Disney com crianças pequenas

Quando compramos os ingressos, fizemos as reservas dos Fast Passes seguindo as indicações da minha Santa Cunhada! Ela nos indicou quais eram as atrações que, normalmente, têm mais tempo de espera e fizemos os Fast Pass para estas:

  • Epcot: Frozen Ever After, Soarin’; Mission: Space
  • Animal Kingdom: não conseguimos Fasp Pass para nenhuma das atrações do Reino de Pandora…tivemos que fazer as filas mesmo. Neste post contei como fizemos.
  • Magic Kingdom: Meet mickey Mouse at the Town Square Theater; Big Thunder Mountain, Seven Dwarf’s Mine Train

Uma vez em Orlando, fizemos uma compra pensando que levaríamos sanduíches para almoço nos parques, lanchinhos e muita fruta.

Também deixamos organizado nas mochilas: protetor solar, chapéu, garrafinhas/ copinhos de água, uma muda de roupa extra para cada criança, sapatos de água (para grandes e pequenos), fraldas e toalhinhas úmidas.

Nos dias de parque, levantávamos às 6:30 da manha (é…não foi mole não!), preparávamos o café da manhã, sanduíches para o almoço e para o lanche e frutas e barrinhas de cereais para as “fominhas” durante o dia. Os sanduíches e a bebida colocávamos em uma bolsa térmica e o resto repartidos nas mochilas.

As crianças acordavam às 7:30, tomávamos café, arrumávamos tudo e às 9 da manhã estávamos entrando nos parques. Alugamos uma casa que está há 20 minutos dos parques o que facilitou bastante (contei sobre a casa neste post).

As App que usamos na Disney com crianças pequenas

As Apps nos ajudaram bastante, principalmente, na reserva dos Fast Passes e na escolha das atrações com menor tempo de espera.

My Disney Experience (Android, iOS – Gratuita)

Esta App é obrigatória para quem vai aos parques da Disney. Muito útil e iterativa. Oferece tudo o que você precisa: horários, tempos de espera nas atraçoes, reserva de fast pass, mapas com GPS, localizaçao de banheiros, restaurantes, … Se você comprar o Disney Photo Pass também pode acessar e guardar fotos e vídeos pela app.

Hidden Mickeys (Android, iOS – $7.99)

Os “Hidden Mickeys” são uma tradição na Disney. Esta app ajuda a encontrá-los e, inclusive, fazer um check list dos que já foram vistos. Com crianças um pouco maiores pode ser mais interessante e fazer os percursos entre atrações e as filas de espera menos cansativas.

Family Locator (Android, iOS – Gratuita)

Achei esta app muito bacana, embora tenha visto depois de voltar. Com ela você pode saber onde estão as pessoas do seu grupo em cada momento dentro dos parques.

Nos parques da Disney com crianças pequenas

Nos três dias de parque pagamos o “preferred parking” por uma razão principal: tínhamos dois carrinhos duplos, éramos três adultos e 3 crianças pequenas e um bebê e não podíamos fechá-los para entrar nos trenzinhos que levam as pessoas do estacionamento geral à entrada dos parques. Vale dizer que minha cunhada tem Passe Anual e que éramos duas famílias com um carro então ficava $10/família por dia.

Entrávamos no parque e, quando não tínhamos Fast Pass às 9.30, fazíamos a atração mais disputada primeiro. Tirando o Reino de Pandora, não pegamos nenhuma fila de mais de 30′. O resto do dia íamos combinando entre as atrações do Fast Pass e as que tinham menos fila. Não nos estressamos, fizemos o que deu sem pressa.

Paradas estratégicas:

  • Meio da manha: parávamos em algum lugar ou na fila mesmo e comíamos um fruta ou uma barrinha de cereais.
  • Almoço: procurávamos uma sombrinha e comíamos.
  • Lanchinho da tarde: parávamos em algum lugar ou na fila mesmo e comíamos um fruta ou uma barrinha de cereais.
  • Outras paradinhas: sempre tinha a hora do sorvete ou de alguma coisa diferente que as crianças queriam comer.

As crianças, normalmente dormiam depois do almoço. Como o calor era tanto, nós aproveitamos o ar condicionado de algumas atrações e/ou salas de espera para nos refrescar e/ou tirar uma sonequinha (ninguém é de ferro, né?!).

Baby Centers

Todos os parque da Disney contam com um Baby Center super equipado e prontinho para atender a qualquer necessidade dos nossos pequenos. Aqui você pode encontrar a localização deles.

Os Baby Center estão realmente muito bem equipados! Tudo para mudar fraldas, potinhos de comida e fruta pré preparada, medicamentos básicos, farmácia básica. Tem lugar para trocar fraldas, para amamentar, cadeirinhas para dar comida e uma sala com televisão e livrinhos.

 

Nós só usamos o do Magic Kingdom e nos ajudou muito. Foi depois da Parada da tarde. Fazia um calor horrível e a Noa, a menorzinha do grupo, precisava descansar do tumulto e do calor. Assim que, minha cunhada e eu fomos para lá com as meninas e meu marido ficou com nosso filho nas atrações. Lá pude amamentar tranquilamente, as meninas viram um filminho e leram um pouquinho. Depois de recuperadas e de esperar o dilúvio universal que caiu passar nos reencontramos com os meninos da turma.

Paradas e Shows de Fogos 

Vimos as paradas de tarde e os shows de fogos do Magic Kingdom e da Epcot.

Em uma das paradas deixamos a Noa no carrinho e ficamos cada adulto com uma criança. Depois vimos que não funcionava e que a Noa tinha que estar fora do carrinho por uma questão de segurança. Assim também fizemos nos shows de fogos: um adulto por criança e a Noa na mochila.

Alimentação e Amamentação nos parques da Disney

Como expliquei acima, nós usamos muito pouco os restaurntes dos parques porque, desta vez, levamos “lanchinho” de casa.

Para quem quiser comer nos restaurantes dos Parques, há uma infinidade de opções que variam de qualidade e preço sendo que estes dois fatores nem sempre são proporcionais.

Normalmente, os restaurantes do World Showcase (A rota dos Países) da Epcot e os restaurantes dos Castelos da Cinderella e da Bella oferecem uma gastronomia de melhor qualidade.

No geral, a oferta é reduzida aos hamburgueres, mac and cheese, Turkey Leg e hotdogs. Sorvetes e fruta cortadinha são comuns e fáceis de encontrar.

Para quem, como eu, for para a Disney amamentando uma e com outro filho que já entra na maioria das atrações é melhor levar uma dose extra de energia. Como era difícil parar tranquilamente para amamentar e fazer todos esperarem, eu aproveitava as atrações de “teatrinho”, “carrinho”, “barquinho”, … e as filas para dar de mamar. Nas atrações era mais cômodo porque estava sentada e no ar condicionado. Já nas filas… colocava-a na mochila e amamentava. Vi uma “mãe de 5” fazendo isto e pensei: “Genial! Vou tentar!” E funcionou direitinho.

Carrinhos de bebes na Disney

Como já falei, levamos dois carrinhos duplos: um City Select da Baby Jogger e um Zoe. Como todos os carrinhos duplos, eles são grandes e permitem levar muitas coisas no bolso inferior. Mesmo estando na Disney, só deixávamos comida quando estacionávamos os carrinhos para ir às atrações.

É muito fácil andar com carrinhos na Disney, tudo está preparado e tem rampas. Porém, nos momentos das Paradas e dos Shows de Fogos, ter carrinhos é mais complicado. No nosso caso, com o City Select, uma criança fica mais baixa que a outra. Juro que algumas vezes pensei que alguém cairia em cima de um dos nossos pequenos. Se os dois estavam acordados, quando havia muita gente, meu marido colocava Kai de cavalinho e eu colocava Noa na mochila, desta forma evitamos acidentes.

Devido as idades das nossas crianças, não tínhamos opção de não levar carrinho. E como éramos 3 adultos, também não havia opção de levar carrinhos individuais. Para nós, os carrinhos foram imprescindíveis.

Neste dia caiu uma chuva e molhou o carrinho. Sequei um pouco as cadeirinhas no ar quente do banheiro e depois forrei com as capas de chuva para as crianças poderem dormir.

Idades, alturas e parques da Disney

A Disney é pura magia! É delicioso! Um mundo de fantasia que deixa a maioria das pessoas que vai apaixonada! Contudo, este encanto pode acabar se uma criança passar o tempo todo chorando e/ou reclamando ao seu lado.

Na vida há idade para tudo (pareço minha mãe falando!). Mas é a mais pura verdade. Entendo que os pais querem levar os filhos o quanto antes para a Disney, pois será uma memória inesquecível para eles, pais. Porém, ao meu ver e é claro dependendo da criança, a partir de uns 4 ou 5 anos é quando os pequenos mais aproveitam. Também é bom ter em conta a altura da criança, pois 40′ (101,6 cm) de altura é a mínima para entrar na maioria das atrações (exceto montanhas russas). Se não tiverem esta altura e forem com outras que sim têm esta altura, os pequenininhos passaram muito tempo no carrinho e chegarão no final do dia exaustos e irritados.

Posso dizer que ir à Disney com Kai, com 3,5 anos e mais de 40′, foi incrível! Ele aproveitou muito! Mas a frase dele num dos dias me fez pensar: “Tia Ju, hoje você vai com as meninas à Disney e eu vou ficar no tobogã das piscinas aqui em casa.” Ou seja, os olhos brilharam ao verem o Mickey, mas o tobogã da piscina do condomínio era mais interessante e não tinha filas.

 

DicaduKa-i:

  • Localizar o Baby Center de cada parque. Eles podem ser de grande ajuda.
  • Levar fruta e líquidos para os parques, principalmente, no verão. Assim, as crianças estarão sempre hidratadas e bem alimentadas.
  • Colocar um cartão com, pelo menos, um número de contato, o nome dos pais e o nome da criança dentro do bolso da roupa.

 

Leia também:

O Reino de Pandora (Animal Kingdom) com crianças pequenas

Aluguel de casa em Orlando

Disneyland e Disney California Adventure Park em Anaheim

Princesa Elena de Avalor, no Magic Kingdom

Mickey’s Very Christmas Party, a festa de Natal na Disney

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *