Viajar durante a gravidez: dicas e sugestões

Viajar durante a gravidez: dicas e sugestões

Querer viajar durante a gravidez às vezes parece errado. Sempre adorei viajar! Quando fiquei grávida pensei estratégias para não precisar estar os 9 meses sem sair do lugar.

Na verdade, descobrimos as “nossas” duas gravidezes voltando de viagens. A primeira, voltando de Israel e Palestina, e a segunda voltando da Coreia do Sul.

Viajar durante a gravidez foi ótimo! Eu me sentia super bem e nunca tive a sensação de estar “presa” por estar grávida.

Durante a 1ª gravidez, viajei até quase as 37 semanas. Como já morávamos em Lisboa, mas Kai nasceu em Barcelona, fiz este trajeto umas 7 vezes. Além disto fomos à Israel e Palestina, à Itália com 3,5 meses de gravidez; à Tailândia com 5,5 meses e ao Brasil com 6,5 meses. Além de algumas viagens de carro.

Haifa

Jerusalém

Ayutthaya – Tailândia

Parque Nacional de Mu Ko Ang Thong – Tailândia

Camp Nou – Barcelona

Na 2ª gravidez fomos algumas vezes à Barcelona, fomos à Madrid, Coreia do Sul (e fizemos várias viagens por lá), Zurique e fizemos Barcelona-Lisboa de carro (além de outras viagens mais curtas).

Seul – ainda nao sabíamos, mas Noa já estava entre nós

JeJu – Coreia do Sul

 

10 dicas para viajar durante a gravidez

Para poder viajar durante a gravidez tomei algumas precauções para evitar surpresas:

  • consultei onde estavam os melhores hospitais no caso de uma emergência e contratei seguro de saúde viagem para viajar durante a gravidez
  • tinha snacks variados na mochila e água
  • levava sempre álcool gel na mochila
  • tinha dois remédios na “farmacinha” para viajar durante a gravidez: magnésio e antibiótico (que, necessitando, tomar grávida).
  • levar uma mala pequena suficiente para que eu mesma fosse capaz de carregá-la. Por exemplo: quando fomos à Tailândia, eu levei uma mala de mao para passar 18 dias.
  • levei sapatos super cômodos. Na Tailândia só andei de Crocs e para as excursões usava tênis super confortável.
  • mesmo viajando bastante, tomei o cuidado de nunca entrar em zonas endêmicas de malária e/ou outras doenças tropicais. Nao usei anti-mosquitos.
  • apesar de viajar para lugares um pouco “exóticos”, escolhemos países seguros e com boa rede de saúde.
  • nos aviões e excurssoes sempre usei meias de alta compressão.
  • compramos um detalhe dos países para os babies.

Espero que aproveitem as dicas e que viagem muito com os seus bebês na barriga!

Leia também:

 
Salvar

Salvar

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *