Japão com crianças: o que meus filhos mais gostaram

Japão com crianças: o que meus filhos mais gostaram

Ah, que saudade eu estava desse meu espaço aqui! Mas meu sumiço tem uma boa “desculpa”: eu fui para o Japão com a minha família! E, se organizar uma viagem para o outro lado do mundo já não é moleza para ninguém, ir com duas crianças (de 6 e 9 anos) então… só aumenta o grau de dificuldade.

Mas apesar de todo o trabalho, o planejamento, as 24 horas dentro de um avião e a loucura de se readaptar ao fuso na volta, nossa viagem para o Japão com crianças foi absolutamente incrível! E daria fácil para trocar esse adjetivo por inesquecível, sensacional e tantos outros.

Confesso que estava aqui na dúvida por onde começar na hora de escrever os posts sobre o Japão. Então, pedi ajuda ao Theo e à Liz, meus filhos e melhores companheiros de viagem! Afinal, aqui nesse espaço, a opinião das crianças vale até mais que a nossa, não?

Segue a listinha deles, que depois vai se desdobrar em posts mais detalhados sobre cada uma das atrações – além de outros textos sobre locais que não entraram na seleção deles ou sobre dicas de como viajar para um outro planeta (como bem definiu uma amiga!) e aproveitar muito.

 

Japão com crianças

1. ‘Ir naquele brinquedo de Hakone’
O assunto mais falado da viagem tem como nome oficial Woods of Net e é uma obra de arte interativa no delicioso Hakone Open Air Museum. Theo e Liz conheceram pouco do restante do museu por motivos de “a gente não quer sair daqui nunca mais”.

Compreensível, gente! É um brinquedo de crochê gigante, em que as crianças vão escalando, subindo, descendo, se pendurando e inventando brincadeiras malucas. Me deu uma vontade louca de ser criança pra entrar naquelas redes. Até pedi pra Liz subir com meu celular pra tirar uma foto de dentro.

Vale muito dar uma lida nessa entrevista (em inglês) com a artista japonesa que bolou essa “floresta de rede”. Vontade de mandar um “muito obrigada!” pra ela!

2. ‘Quando a gente foi Ghibli Museum’
Aqui em casa, somos fãs dos filmes Studio Ghibli; Theo e Liz amam Totoro, Kiki, Ponyo… então, a expectativa por visitar esse museu em Tóquio era imensa.

E digo que foi até superada! Um lugar acolhedor, sensível, criativo. Perfeito para adultos e crianças. Eu ia dizer que infelizmente não podia tirar foto do lado de dentro. Mas, na verdade, é felizmente! Porque assim o foco fica todinho na diversão 😉

3. ‘Fazer aula de bentô’
Aprender como fazer um bentô – aquelas marmitinhas japonesas caprichadas – foi um ótimo jeito de entrar em contato com a cultura local. Encontramos a aula nas opções do Airbnb Experiences.

Aprendemos a fazer um Totoro de arroz (e outras comidinhas fofas), ouvimos várias curiosidades sobre mães e crianças japonesas da nossa paciente professora e também comemos até.

4. ‘Andar de Shinkansen’
Andar no famoso trem bala japonês é certamente o melhor jeito de provar como os japoneses são eficientes. O trem sai sempre no horário, é super confortável, espaçoso… Mas claro que as crianças não ligaram para nada disso.

Especialmente o Theo ficou chocado com a rapidez do Shinkansen, que chega a atingir 320 km/h. É louco. Não dá tempo de tirar foto de nada. Não consegui nem fotografar o maior cartão-postal do Japão, o Monte Fuji. Se for passar por perto, fique preparado! 😉

5. ‘Ficar no Ryokan’
Esse é o nome dos hotéis tradicionais do Japão, que têm águas termais. Nos hospedamos uma noite em um desses, na região de Hakone.

Confesso que não tinha certeza do quanto as crianças iam curtir ficar relaxando em ofurôs – mas elas adoraram. A hospedagem ainda teve um chá com vista para as árvores, jantar típico japonês (típico demais para a Liz) e dormir num quarto cheio de tatames.

6. ‘Comer no restaurante do robozinho’
O restaurante Uobei é tipo uma Disney pra quem curte sushi e sashimi – caso dos meus filhos. Você entra, senta em um balcão e pega o tablet na sua frente. Lá, clica nas duplinhas ou porções de sushi ou sashimi que quer comer.

Seu pedido não vem nas mãos de um garçom nem rodando naquelas esteiras típicas de restaurante japonês. Vem em uma bandejinha super rápida “zunindo”em um trilho e para bem na sua frente. Theo e Liz piraram! Os preços são ótimos, a comida é boa e a diversão, garantida total. 

Leia outros posts sobre o Japão:

Japão com crianças: o ‘parquinho’ mais legal do mundo

Japão com crianças: aprendendo a fazer um bentô de Totoro

Japão com crianças: o restaurante do robozinho

Tokyo Disneyland e Tokyo DisneySea – os dois parques do Japão

Dicas essenciais de Tokyo

 

E outros países asiáticos:

Coreia com crianças: mais que uma aventura!

DZM (Zona Desmilitarizada da Coreia) sem crianças

Viagens com crianças para destinos diferentes

 

Vai viajar para o Japão? Não esqueça de fazer seu seguro viagem. Acesse o Seguros Promo e confira as tarifas e coberturas. Use nosso CUPOM na Seguros Promo e tenha 5% de desconto: VIAJOCOMFILHOS5.

 

Mariana Della Barba é jornalista e mãe do Theo e da Liz. Desde a barriga, os dois já foram “contaminados” por aquele bichinho que dá coceira se a gente fica muito tempo em casa 😉 Ama levar os filhos para turistar mundo afora, mas também na sua própria cidade. Tanto que escreveu o guia “São Paulo com Crianças”, lançado pela Pulp.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *