O que meus filhos aprenderam viajando

O que meus filhos aprenderam viajando

Este post faz parte de uma blogagem coletiva proposta em um grupo de viagem com crianças no facebook. O tema é “O que meu filho aprendeu viajando”.

Eu sempre acreditei e defendi que quando viajamos, mostramos para nossos filhos que o mundo é maior do que a casa deles. Mostramos as diferenças culturais religiosas, outros costumes, outras línguas, mostramos como o mundo é grande. E com isto, mostramos como é importante RESPEITAR AR DIFERENÇAS!!! Talvez eu ainda não possa dizer que a missão foi cumprida, mas espero que a sementinha esteja plantada, e que eles se tornem adultos tolerantes, que entendam que as pessoas tem formações diferentes e que os outros muitas vezes pensam de maneira diferente, e isto não quer dizer necessariamente que nem um, nem outro estão certos ou errados. Se eles aprenderem o respeito pelo outro, todas as viagens terão valido a pena!

Bangkok

Perguntei para a Luiza e para o Pedro o que eles aprenderam viajando.

A Luiza disse:

• Aprendi outras línguas (Quando fomos para Tailândia ela tinha 1 ano e 1 mês e ainda não falava, mas aprendeu a dizer ‘moning – uma forma de dizer Good Mornig / Bom dia porque todos sempre a cumprimentavam no café da manhã).

• Conheci outros xampu (rsrsrs – ela não tem nenhuma ligação especial com xampus e não é um item que a gente compre em outros países, mas acredito que ela estava falando sobre perceber que em outros lugares as pessoas usam os mesmo produtos mesmo que eles possam ter outras marcas embalagens diferentes.

Hotéis diferentes – e ela falou como os quartos, piscinas, serviços (não com esta palavra) snao diferentes. (Quem sabe um dia ela possa até ser consultora da área 😉

Chiang Mai

O Pedro disse:

• Aprendi a gostar de outras comidas – desde pequeno ele sempre foi muito aberto a experimentar outros sabores.

• Outras culturas

• Que é bom assistir filmes no avião (para a viagem passar mais rápido).

 

 

Além da questão cultural, que na minha opinião é a mais importante para que eles cresçam mais tolerantes, acho que eles também tem muito contato com a natureza, navegaram muito por mangues, Brasil afora, viram tartaruguinhas no Projeto TAMAR e jacarés no Pantanal quando falamos sobre animais em extinção e projetos que podem ajudá-los.Jacaré no Pantanal - Brasil

Brincamos em dunas em Florianópolis, na Foz do Rio São Francisco e no Delta do Parnaíba.

Também visitamos museus incríveis pelo mundo, alguns de História Natural, em Victoria (Canadá) e em Londres e outros onde vimos grande pintores, como em Paris, Londres, São Paulo…

Pompidou

Espero que eles também tenham aprendido a respeitar filas, e saibam se virar em aeroportos, saibam ler mapas de metros, se virar quando não saibam a lingua, e tenham jogo de cintura para sair de situações inesperadas 😉

Canadá

Talvez, no fim das contas, eles nem se dêem conta do que aprenderam, mas o importante é que passamos momentos maravilhosos juntos!!!

 

Vejam os outros relatos de mães contando o que as crianças aprendem viajando!

 

 

 

Patricia Papp é mãe do Pedro (13 anos) e da Luiza (8 anos) e ama viajar em família. É autora do livro "Como Viajar com Seus Filhos Sem Enloquecer" e "Praias do Nordeste com Crianças".

Ver meus outros posts

21 comentários

  1. ResponderDaniela Xavier

    Patricia, incrível como para eles reina a simplicidade, crianças tem outra visão de mundo,,, enquanto a gente mitas vezes se preocupa com a quantidade de estrelas de um hotel, eles estão observando e absorvendo outros detalhes, tão mais enriquecedores! Amei a história dos “xampu”, parece minha filha rsrsrs Bjs e Feliz dia das mães!

  2. ResponderCristina Leonhardt

    Peguei a sua dica e perguntei agora para a Sara: o que você aprendeu na viagem?
    E ela me disse: não sei! kkkk
    Forçando um pouco mais, saiu: aprendi que o chinês tem o olho assim (e puxou os olhos com os dedos).

    Veja se eu posso!

    a mãe enlouquece nas suposições, mas o que a filha aprendeu mesmo é o formato do olho 😉

  3. ResponderAna Paula Lima (Ferinhas Viajantes)

    O aprender é algo natural e com isso realmente não nos damos conta de onde adquirimos o conhecimento, mas o convívio com a família e tudo que vocês tem proporcionado para estas crianças lindas jamais serão esquecidas e elas saberão exatamente de onde receberam carinho e amor – família. Parabéns pelo post! Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *