Lisboa com crianças: Meia Maratona. Um programa muito bacana!

Lisboa com crianças: Meia Maratona. Um programa muito bacana!

Sim… fizemos a meia/ mini maratona com o Kai! 🙂

O dia da Meia Maratona de Lisboa é o único dia do ano que é possível cruzar a Ponte 25 de abril caminhando. É uma experiência única e é muito lindo!

Ponte

Ficamos por último e aproveitamos para tirar muitas fotos!

Ficamos por último e aproveitamos para tirar muitas fotos!

Esta prova tem três percursos: Meia Maratona Elite, Meia Maratona e Mini Maratona. As duas primeiras com 21 km e a última com, aproximadamente, 7 km. Os pontos de partida, pedágio da Ponte 25 de abril, e de chegada, Monastério dos Jerônimos, são os mesmos; o percurso é o que muda.

No ano passado fizemos: Toni a Meia e eu a Mini levando o carrinho do Kai. Foi muito divertido além das vistas maravilhosas sobre a cidade de Lisboa. Também vimos muitas famílias com crianças caminhando e aproveitando a oportunidade de cruzar a Ponte.

Nós três antes de começar

Nós três antes de começar

Vista de Lisboa da Ponte 25 de Abril

Vista de Lisboa da Ponte 25 de Abril

O que fizemos para evitar a multidão foi sair por último. Como não tínhamos “tempo” para completar a prova, saímos bem no finalzinho. Assim, conseguimos aproveitar um pouco mais da “travessia” da Ponte, tirar fotos e não atrapalhar o pessoal que estava competindo.

Pedágio da Ponte 25 de abril vazio depois da prova já começada

Pedágio da Ponte 25 de abril vazio depois da prova já começada

Início da prova já sem ninguém

Início da prova já sem ninguém

Como chegar

Neste dia a prefeitura disponibiliza vários trens/ ônibus lançadeira que saem de vários pontos de Lisboa e param pertinho do ponto de partida da prova (consultar aqui antes da prova). Dica: se não quiserem pegar trens muito cheios há duas opções: ir muito cedo (7:30/ 8:00 horas da manhã, a prova começará às 10:30 horas) ou ir por último (lá pelas 10:20 horas). Indo com crianças acho melhor ser dos últimos porque evita a aglomeração das pessoas que realmente querem chegar e estão competindo.

Estaçao de trem para ir até o começo da prova

Estaçao de trem para ir até o começo da prova

Caminho até o início da prova

Caminho até o início da prova

O que levar

Nada! Ou o menos possível. Celular, um pouco de dinheiro e nada mais. Durante o percurso eles dão água, isotônicos, fruta e sorvetes (na chegada).

Roupas deixadas (jogadas fora) pelos participantes.

Roupas deixadas (jogadas fora) pelos participantes.

Quando será

Este ano a prova será dia 20 de março de 2016 e as inscrições podem ser feitas aqui.

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

2 comentários

  1. ResponderAlex Antao

    Olá ! Tudo bem ?
    Também adoro correr, embora esteja um pouco parado, mas quero muito correr a Meia Douro Vinhateiro. Estou parado porque minha filhota nasceu e estou sem tempo para treinar. Mas tenho um grande sonho de conhecer Portugal e arredores. Já tenho até o roteiro pronto que eu mesmo fiz, mas não sei ainda como seriam os passeios se eu levar nossa princesinha. Como seriam os passeios imperdíveis nos castelos, etc…

    O que você não recomendariam ou quais dicas vocês recomendariam se eu fosse levá-la ?

    Um grande abraço,
    Alex – http://www.familiaturista.com.br


  2. Autor
    ResponderAna Pagliuso

    Oi Alex!
    Muito obrigada pelo teu comentário e desculpe-me a demora em respondê-lo.
    Se a tua filha ainda não anda, ou anda mas aguenta ficar no carrinho, dá para levar para todos os lugares. Se ela já anda você tem que prestar atenção nos “itinerários para cadeirantes” que, normalmente, têm rampas e/ou elevadores.
    Portugal é um país super bonito e cheio de lugares que as crianças adoram, o problema, às vezes, é chegar até estes lugares…ruas com pendentes muito acentuadas, pavimentos que dificultam o caminhar das crianças, …A minha recomendação é vir (melhor primavera ou outono) e trazer um carrinho que, de preferência, tenha rodas grandes para não encalhar nos buracos das calçadas.
    Um abraço e boa viagem!
    Ana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *