Valle Nevado com crianças: aulas de esqui para os pequenos

Valle Nevado com crianças: aulas de esqui para os pequenos

Não tem nada mais encantador para quem vai a uma estação de esqui do que ver aqueles pequeninos de 4, 5 anos descendo a montanha em fileira com os bracinhos abertos, na maior tranquilidade. Enquanto para um adulto aquela engenhoca toda parece, a princípio, um convite à “pagação” de mico, para as crianças há algo de natural naquela posição e movimentos. Acho que, quanto mais cedo, mais facilidade para adquirir equilíbrio em cima daqueles trambolhos (né não?).

A maioria das estações de esqui tem aulas para crianças a partir de 4 anos e, em muitos lugares, já existem técnicas especiais para ensinar snowboard desde os 3 anos. Em Valle Nevado, o ski resort do Chile, há todas essas opções. A Escuela de Nieve (Escolinha de Neve) aceita crianças de 4 a 9 anos.

Valle Nevado com crianças

Esta é a Escolinha de Neve que fica no Bajo Zero. Aqui as crianças aprendem a esquiar e podem entrar na área reservada para brincar e descansar.

 

Há uma próxima aos resorts e outra no Bajo Zero, que funcionam das 11h às 13 e das 14h às 16h. Por lá, as crianças aprendem a esquiar com instrutores especializados e num espaço mais lúdico e preparado para elas. Quando cansam, podem entrar numa área reservada, com banheiros e brinquedos. Já as mais velhas podem entrar nas aulas coletivas com os adultos. Mas, caso a criança não queira ir na escolinha (veja nossa experiência mais abaixo), há também a opção de reservar uma aula particular.

Valle Nevado com crianças

Esta é a outra escolinha, que fica próxima aos resorts e é exclusiva para quem está hospedado.

Uma novidade recente da estação é justamente o Programa LTR ou sistema Learning to Ride, que ensina aos pequeninos a partir de 3 anos a prática do snowboard. As aulas acontecem no Bajo Zero em uma área específica. Aqui você encontra a tabela de preços de todas as opções de aulas na estação.

Como foi a nossa experiência

No ano passado fomos com a pequena Alice para uma semana de esqui em Valle Nevado. Era setembro, mês em que a pequena completaria 4 anos, idade mínima para a frequentar a Escolinha de Neve. Perfeito, não fosse um pequeno porém. Chegando lá, aconteceu algo que não estava no script. Do alto dos seus 95 centímetros, Alice bateu o pé e disse: “Não vou, não vou e não vou.” Fomos até a escolinha, mostramos a ela o local, apresentamos o pessoal que fica com as crianças, mas não teve jeito.

É claro que jamais forçaríamos ela a fazer algo que não queria. Por um momento, cheguei a pensar: “E agora, o que faremos com ela aqui por 1 semana?”. Mas aí entra a flexibilidade NE-CES-SÁ-RIA a toda e qualquer família viajante: vamos improvisar. Alugamos o equipamento de esqui para ela, fomos até uma área tranquila ao lado da escolinha, colocamos o esqui e começamos a brincar. Brincadeira, mesmo, todo mundo caindo, escorregando, testando. Aos poucos, Alice se soltou e, em pouco tempo, já estava firme em cima do esqui e deslizando de um ponto a outro.

Valle Nevado com crianças

Mesmo depois de a ambientarmos na estação de esqui, Alice não quis ir na Escolinha. E aí, como faz?

Ainda assim, nada dela querer ir para a escolinha. Então, à tarde, contratamos um professor particular para ela, o Gastón, por 1 hora. Foi a melhor decisão que tivemos, pois ele a levou até o espaço da escolinha e lá ensinou o básico para ela. O cara foi muito bacana, superindico! Provando a minha tese inicial, aprender a esquiar foi muito fácil para ela. Como os próprios instrutores dizem, as crianças têm uma postura natural, o corpo se encaixa e eles simplesmente deslizam. (Enquanto isso, os pais babões “morrem” de amor).

Essa foi nossa estratégia para os demais dias: contratamos mais 2 aulas particulares de 1 hora e revezamos com brincadeiras e tempo livro de esqui. No Bajo Zero, existe uma outra escolinha e, ao lado, uma pista de treino para iniciantes com o que eles chamam de “tapete mágico”, que transporte os esquiadores montanha acima sem precisar de teleférico (esse mesmo tapete tem nos espaços da Escolinha de Neve). Ali, ficávamos a vontade para brincar com ela. No fim, deu certo, aproveitamos um monte, Alice adorou e nós pudemos revezar e curtir também.

Valle Nevado Chile com crianças

No fim, deu tudo certo e todos aproveitaram!

Para fechar, então, dou as seguintes dicas para quem vai com crianças pequenas pela primeira vez a uma estação de esqui:

  • Ajuste sua expectativa. Pode ser que a criança estranhe, não queira a princípio ou não fique à vontade de ir para a escolinha. O jeito é relaxar, improvisar e deixar ela se ambientar.
  • Não saia esquiar no dia em que chegarem ou mesmo no dia seguinte. A criança precisa de um tempo para se ajustar à altitude e o esforço pode deixá-la com dor de cabeça ou sonolenta.
  • Não compre passe para a semana toda. Deixe para comprar por dia, pois você nunca sabe os dias que os pequenos irão efetivamente usar as pistas.
  • Esquiar cansa, e muito! Não ache que as crianças aguentarão ficar o dia todo com o esqui. O limite da Alice era de 1 hora pela manhã e pouco mais de 1 hora à tarde. Nos intervalos, vocês podem brincar na neve ou na guardería dos hotéis.

Esperamos voltar em breve para ver como Alice se sairá em sua segunda temporada de esqui! 🙂

Valle Nevado Chile com crianças

A guardería é uma ótima opção para os momentos sem esqui. Com crianças pequenas, o tempo nas pistas é menor.

Leia também:

Valle Nevado Com Crianças: Como É Alugar Apartamento No Ski Resort

O Que Fazer Com Crianças Em Santiago: Museu Interativo Mirador

Priscila Seixas é mãe da Alice (4 anos) e é apaixonada pela ideia de levar sua pequena para conhecer o mundo junto com ela.

Ver meus outros posts

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *