DZM (Zona Desmilitarizada da Coreia) sem crianças

DZM (Zona Desmilitarizada da Coreia) sem crianças

O que é DMZ

No segundo e quinto dias da nossa visita à Seoul tivemos que nos dividir para poder visitar a Zona Desmilitarizada da Coreia. A DMZ (Demilitarized Zone) é uma faixa de segurança, muito militarizada apesar do nome, que protege o limite dos territórios da República da Coreia (mais conhecida como Coreia do Sul) e da República Popular Democrática da Coreia (vulgarmente, Coreia do norte). Este perímetro foi estabelecido em 1953 e representa a fronteira de facto entre os dois países. A DMZ tem 4 km de largura, 2 km para cada lado da linha fronteiriça e 238 km de comprimento.

Em realidade, o Paralelo de Coreia, também chamado 38º Norte, foi a fronteira traçada entre os territórios ocupados pelos Estados Unidos e a União Soviética depois da derrota japonesa na 2ª Guerra. Com a final da Guerra e a independência das duas Coreias em 1948 a DMZ passou a ser a fronteira internacional.

A DMZ foi criada para a contenção militar e está praticamente despovoada de civis. Desde que foi criada foram descobertos alguns túneis utilizados para a espionagem e construídos pelos militares norte-coreanos (3 deles em 1970 e outro em 1990).

Hoje em dia, a parte sul-coreana é administrada pela República da Coreia e pelos Estados Unidos.

Bem no meio da DMZ está a localidade de Panmunjon. Aqui está a JSA (Join Security Area), único ponto onde os exércitos norte-coreano e americanos (ou sul-coreanos representando este) encontram-se ocasionalmente. Na JSA foram construídos vários edifícios que estão bem na linha de demarcação da fronteira e que são usados por ambos países para acordos diplomáticos e negociações militares entre a Coreia do Norte e o Comando das Nações Unidas.

O fato da DMZ ser uma área de atividade humana escassa e restrita propiciou que o meio ambiente seja riquíssimo com grande diversidade de fauna e flora.

O que ver

As principais atrações da DMZ, além é claro da paisagem, são: 3º túnel, Observatório Dora e Estação Dorasan.

O 3º Túnel foi descoberto pelo exército sul-coreano em 1978, tem 1,6 km de comprimento e, no máximo, 2 m de altura. A visita é feita através de um monorail para descer e subir e à pé.

O Observatório Dora está situado no alto do monte Dora (Dorasan) desde onde é possível ver o território norte-coreano e a cidade de Kijŏngdong “cidade propaganda”. Esta cidadezinha, construida nos anos 50, para fazer propaganda do regime norte-coreano e abrigar soldados, resultou ser uma cidade “de mentira” onde os edifícios eram somente estruturas de concreto sem janelas, que as luzes eram acesas através de temporizadores e que as pessoas eram meros figurantes. A outra cidade dentro da DMZ é Daeseong-dong do lado sul-coreano.

A estação Dorasan foi construída para fazer a conexão entre a Coreia do Sul e do Norte, porém foi utilizada somente uma vez. Muitos sul-coreanos têm a esperança de vê-la em funcionamento outra vez.

Como ir

É possível visitar a DMZ de carro, trem ou com uma excursão. O que somente se pode visitar com excursão particular é a JSA. Então o que, normalmente, acontece é que as pessoas optam pelo tour combinado DMZ+JSA. Este tour também inclui a visita ao 3º Túnel de Infiltração, ao Observatório Dora e à Estação de Dorasan.

O acesso à DMZ, em geral, é permitido a todos; o que é restrito a maiores de 11 anos é a JSA por se tratar de uma zona bélica sensível. Quero dizer que, é possível percorrer parte dos 238 km de carro com crianças, o que não é permitido fazer fora de tours organizados é a visita à JSA. Como o Kai não podia fazer este tour, Toni e eu fomos em dias diferentes.

Nós fizemos o Tour Combinado da Panmunjom Tour (130.000 won/pessoa com almoço incluído, aproximadamente uns 105 euros) e gostamos. Existem várias operadoras que fazem este tour, mas atenção que nem todas vão à JSA.

DICA: Se alguém for fazer este passeio de carro, vale a pena passar por Paju Book City. Uma “mini cidade” de editoras com edifícios desenhados por grandes arquitetos … bem interessante.

Impressões

Uma visita histórica e interessante. Para algum amigo nosso visitar este tipo de fronteiras não lhe impressionaria pois já fez “Uma viagem pelos países que não existem“, mas para nós, meros mortais, sim que nos impressionou. Brincadeiras à parte… é realmente uma visita interessante, alguns vídeos ou explicações muito tendenciosas, mas achamos que valeu à pena.

IMG_3058

Memorial Altar, Freedom Bridge, Unification bell

IMG_3067

DMZ é a zona que fica entre as duas linhas amarelas

IMG_3065

IMG_3085

Observatório Dora

IMG_3092

Observatório Dora – desde onde é possível ver Coreia do Norte

IMG_3090

Paisagem Coreia do Norte

IMG_3113

JSA – Dentro destas casinhas azuis é onde sao feitas as reuniões entre os dois países.

 

 

 

Salvar

Ana, mãe do Kai de 3 anos e da Noa de 2 meses. Arquiteta, mãe e passageira, seja para onde for a viagem. Ela adora viajar em família e mostrar diferentes países e culturas aos seus pequenos.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *