Região da Puglia, Itália

Região da Puglia, Itália

A Puglia (ou Apúlia) fica no sul da Itália, no calcanhar da bota. É uma região menos conhecida do que Roma, Veneza,Toscana ou a Costa Amalfitana, mas recentemente tem se destacado. Um dos motivos é o fato de justamente não ser tão turística quanto estes outros destinos que tem recebido muitos, mas muitos turistas do mundo todo. Na Puglia também tem turistas, claro, mas o volume ainda não se compara aos principais destinos italianos. Além das diversas cidades, atrações e paisagens, uma grande vantagem da região, é que ela é mais barata!

O charme da Puglia

A Puglia tem praias lindas com mar azul claro, cidades com centros murados e ruas estreitas charmosíssimas. A culinária tem muita influência mediterrânea, massas que não se encontram com tanta frequência em outras partes da Itália (como o orecchiette) e um culto aos produtos frescos e da estação – flor de abobrinha, talo de brócolis, espinafre e uma ricota maravilhosa. O encontros dos mares Jônico e Adriáticos acontece bem na pontinha do “salto da bota”. A capital da Puglia é Bari. Vi famílias com crianças pequenas por todos os lados. E carrinhos, muitos carrinhos! Crianças tomando sorvete e correndo pelas ruas estreitas das cidades muradas.

O que ver na Puglia

A Puglia é uma região grande, e tem muitas atrações, impossível conhecer tudo. Mas em uma viagem de 4/5 dias é possível ver muita coisa. Uma boa maneira de conhecer a região é de carro. As estradas são boas, bem sinalizadas e as distâncias são relativamente curtas. Alguns destaques:

Alberobello

A cidade dos trullis, uma das atrações mais legais para as crianças. A cidade parece ter saído de um conto de fadas pois as casinhas são pequenas, redondas e com telhados triangulares e tem símbolos pintados nos telhados.

Há muitas teorias sobre os trullis, a mais aceita é que os telhados eram de pedras para que as casas fossem desmontadas quando chegasse a hora de pagar impostos.

Locorotondo

Uma cidade é mais charmosa que a outra, mas Locorotondo realmente se destaca! O mini centro antigo, na cidade murada, tem casas brancas e ruas de pedra muitos estreitas, revelando becos, igrejas e pequenos restaurantes. Os gerânios e buganvilles vermelhas e rosas nas sacadasque dão um charme especial.

Fica a 9 km de Alberobello.

Ostuni

Ostuni, a “cidade branca”, lembra muito Locorotondo mas é maior e ainda mais animada à noite, quando todos se reúnem pelas praças e restaurantes. Jantamos no Spessite onde fizemos uma degustação de pratos locais, com vinho local e foi delicioso.

Fica a 25 km de Locorotondo.

Lecce

Embora Lecce também tenha um centro histórico murado, as características arquitetônicas são bem diferentes. Lecce é maior e não é branca. O centrinho é muito animado, principalmente a noite, muitos restaurantes, barzinhos, praças, lojas abertas, gente caminhando, música, famílias se divertindo até tarde.

Fica a 100 km de Ostuni

As praias da Puglia

Grotta della Poesia

Um dos cartões postais do litoral da Puglia. Piscinas naturais com a água azul e diversos clifs (de diversas alturas) de onde é possível pular, a crianças se divertem muito! Não tem estrutura nenhuma mas ficamos lá bastante tempo, além de ser muito bonito, a água tem uma temperatura deliciosa e a brincadeira é muito divertida!

Fica a 100 km de Ostuni

Porto Miggiano

Uma das praias mais lindas que já vi na vida! O acesso é complicadinho (praias maravilhosas geralmente tem acesso difícil), mas vale muito a pena ir até lá, a beleza é estonteante! O carro chega até bem pertinho por uma estrada ótima, o difícil é descer a rochas por uma trilha íngreme e estreita. rochas + mar azul claro + temperatura perfeita.

Fica a 35 km da Grotta della Poesia

Polignano a mare

Uma das principais atrações da região. Uma falha na rocha onde o mar tem uma cor maravilhosa e as cidade antiga com construções medievais fica pendurada nas falésias. Polignano fica na província de Bari (capital da Puglia). É obrigatório incluir este lugar no seu roteiro!

Bari (capital da Puglia)

Não posso falar muito de Bari pois dormimos apenas uma noite na cidade. Caro que não deixamos de conhecer o centro histórico na cidade murada, que, assim como nas outras cidades, é super animado de noite. A estação ferroviária é super central e tem trens para diversos destinos na Itália e para o aeroporto por 5 euros (o aeroporto também é próximo e tem vôos para destinos na Europa).

Entre Lecce e Bari fizemos uma parada estratégia em Céglie Messapica para comer em um pequeno restaurante chamado Cibus e valeu muito a pena. Alguns lugares que não conhecemos mas que também merecem destaque: Santa Maria di Leuca (onde há o encontro do mar Jônico e Adriático há várias grutas belíssimas), Gallipoli, Otranto.

 

Leia outros posts da Itália

 

Patricia Papp é mãe do Pedro (13 anos) e da Luiza (8 anos) e ama viajar em família. É autora do livro "Como Viajar com Seus Filhos Sem Enloquecer" e "Praias do Nordeste com Crianças".

Ver meus outros posts

2 comentários

  1. ResponderCarolina

    Ola Patricia! Estou querendo fazer este roteiro, depois que li que voce viu muitos carrinhos me animou mais ainda, pois o meu mais novo tera 1a e o mais velho 3a. Voce poderia comentar sobre os hoteis que se hospedeou? Obrigada. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *