Paris com criança pequena é só amor – Cite des Enfants

Paris com criança pequena é só amor – Cite des Enfants

No post Viagens que meus filhos gostariam de repetir em 2018, eu fiquei pensando qual seria minha escolha. E logo lembre de Paris, mais especificamente, Paris com criança pequena.

Fomos para lá quando o Theo estava pra fazer 3 anos e a Liz, vejam só, estava na barriga, mas eu ainda não sabia!

Foi uma viagem fantástica, daquelas que dá tudo certo, sabe? O clima estava ótimo, o hotel era bom, encontramos amigos queridos, a comida nem preciso comentar…. E o Theo foi um companheiro de viagem fantástico.

Sempre conto a história de que no primeiro dia, voltamos pro hotel pra ele tirar uma soneca. Foi entrar no carrinho (a gente tinha um que deitava o encosto) e ele dormiu durante todo o trajeto do metrô. Entramos no hotel e, ao colocá-lo na caminha, ele acordou. Um clássico, né?

Sonecas em movimento – de carrinho por Paris

Depois desse dia, a gente deitava o carrinho (que Theo batizou de Bubu), ele dormia e a gente continuava a passear pelas ruas de Paris, que não são apenas lindas, mas um tapete para carrinhos de bebê – se comparadas com as calçadas daqui.

Foram muitos destinos delicinhas pra criança pequena. Vou escrevendo posts sobre isso, à medida que eles vêm vindo à minha memória. Mas em todos eles, a mensagem que eu queria passar é a mesma: sempre que possível, viaje com seu filho pequeno! Essa fase dos 2, 3 anos eu acho especialmente boa para pôr o pé na estrada ou pegar o avião.

Cité des Enfants

Bom, vou começar pela Cité des Enfants, um mega museu interativo para crianças de 2 a 12 anos, em que elas podem explorar.

São dezenas de atividades lúdicas divididos em áreas como “Eu experimento” ou “Eu me localizo”, tudo focado no desenvolvimento físico e cognitivo das crianças.

Mas é claro que elas não percebem nada disso.

Só ficam loucas em brincar com espelhos, jogos malucos, experimentos com cores e luzes, labirintos, atividades de faz-de-conta, água, construção…

Eu nunca vou me esquecer da empolgação do Theo!

Agora, a dica é ter em mente que a visita dura um período fixo (1h30) e com hora marcada. Por isso, siga o passo a passo direitinho no site, lembre-se que o metrô de Paris é incrível mas às vezes atrasa e vá com bastante antecedência.

Já deu pra sentir que nós chegamos atrasados, né? E eu sou partidária do aprender com os erros dos outros 😉 É isso, gente. Pra mim, Paris com criança (também) é uma festa.

Como funciona

Cité des Enfants tem diversas atrações com horários diferentes.

Terça a sexta, das 10h às 18h. Domingo, das 10h as 19h

Geóde

Terça a domingo, das 10h30 às 20h30

 

Mais posts de Paris:

 

 

Mariana Della Barba é jornalista e mãe do Theo e da Liz. Desde a barriga, os dois já foram “contaminados” por aquele bichinho que dá coceira se a gente fica muito tempo em casa 😉 Ama levar os filhos para turistar mundo afora, mas também na sua própria cidade. Tanto que escreveu o guia “São Paulo com Crianças”, lançado pela Pulp.

Ver meus outros posts

2 comentários

  1. ResponderRafael Casagrande

    Prezada Mariana, realmente eu fiquei na dúvida se vocês foram a Paris. A cidade não tem acessibilidade nenhuma para quem está com carrinho de bebê. Você entrou no metrô, onde tem escadas para todo lado? Você subiu na Torre, onde não dá para ir de elevador com o carrinho? Você andou pelas praças perto dos pontos turísticos cheias de escadas? Você subiu no Arco do Triunfo, onde só dá para subir de escada? Ademais, onde você encontrou comida boa em Paris? A comida é horrível. Literalmente horrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *