Guia de Lisboa com Crianças

Guia de Lisboa com Crianças

Atualizado em

Já faz um tempo que Lisboa caiu no gosto do turismo mundial. E não é pra menos: a cidade é linda, segura, o clima é agradável o ano inteiro e ainda é uma das capitais mais baratas da Europa. E tem muitos programas para fazer. Esse post é um guia de Lisboa com Crianças. Tem lista de programas imperdíveis, sugestões de hotéis para se hospedar, dicas de como se locomover com bebês e crianças pequenas, como usar o transporte público, melhor época para viajar e muito mais!

Estou aqui desde julho e não há um dia que eu não me surpreenda com a cidade. Há muita coisa pra fazer, pra conhecer… Tem dezenas de programas infantis e atrações para todas as idades! Além dos pontos turísticos, a cidade oferece muita programação se shows, teatros, cinema ao ar-livre, atividades nos parques e praças, contação de histórias, aulas de culinária e outras atividades legais para fazer em Lisboa com filhos. O bacana é que a língua é a mesma, o que ajuda bastante. Minha dica é ficar de olho na programação: tem vários sites e guias, como a Time Out e Viral Agenda, que vale a pena acompanhar!

Hotel com crianças em Lisboa

Guia de Lisboa com Crianças

Praça do Comércio

Uma dica bacana para quem vem à Lisboa com crianças (e pra quem vem sem crianças também) é pesquisar sobre a história da cidade, do país, sobre a colonização e o período da expansão marítima, da chegada no Brasil… Toda viagem fica mais interessante e encantadora quando temos informações. É muito legal ver de perto aquilo que se aprende nos livros e Lisboa é um prato cheio pra isso!

Vou fazer uma lista de alguns dos nossos programas preferidos – testados e aprovados – e outros que estão na nossa lista de desejos!

Guia de Lisboa com Crianças: 10 programas imperdíveis

  1. Passear a pé pela Baixa e Chiado

A Baixa e o Chiado são duas regiões grudadas, uma é continuação da outra. A Baixa, na verdade, é o centro da cidade e também é chamada de Baixa Pombalina, pois foi planejada pelo Marques de Pombal (você vai ouvir muito sobre ele aqui). O nobre e diplomata – secretário do Reino Unido durante o reinado de D. José I – foi responsável, entre outras coisas pelo fim da escravidão em Portugal e reconstrução de Lisboa depois do terremoto (seguido de um incêndio e um tsunami) que devastou a cidade em 1755.

Essa região foi um dos primeiros exemplos de planejamento urbano da Europa. As ruas são geométricas e muitos edifícios têm fachadas de azulejos, tão típicos de Lisboa. O bairro concentra praças e ruas emblemáticas, como a Praça dos Restauradores, a Praça do Rossio, a Praça do Comércio (a mais linda, na minha opinião), a Rua Augusta (um calçadão para pedestres cheio de lojas e restaurantes) e o Elevador de Santa Justa.

Guia de Lisboa com Crianças

Chiado

O Chiado, que fica logo ao lado, é um bairro bem animado, cheio de bons restaurantes, lojas, livrarias e onde fica o famoso Café A Brasileira, que tem a estátua do Fernando Pessoa. Por ali, as ruas mais famosas são a Rua Garret, a Rua Carmo e a Rua do Alecrim (bem íngreme). O centro do bairro é a Praça Luís de Camões, um dos cenários da Revolução dos Cravos, que deu fim à ditadura de Salazar, em 1974. É nessa praça que acaba o Chiado e começa o Bairro Alto.

  1. Pagar o Elétrico 28

Uma forma de passar por pontos turísticos sem ter que caminhar tanto, é pegar o um daqueles bondinhos antigos. O Elétrico 28 é o mais famoso e passa por alguns dos lugares mais “cartão-postal” da cidade. Ele sai de Campo de Ourique (que também é um bairro bem legal, vou falar sobre ele em outro post) e vai até chegar a Martim Moniz (na Baixa). No caminho passa por mais ou menos 36 pontos, como a Praça Luís Camões, a Igreja da Sé e o Miradouro de Sta. Luzia. Sugiro fazer esse passeio cedo, pela manhã, para evitar as filas. A passagem custa 2,85€ por pessoa e o trajeto todo leva cerca de 20 minutos.

Guia de Lisboa com Crianças

Elétrico 28

  1. Andar no Elevador de Santa Justa

O Elevador de Santa Justa é uma mistura de atração turística com meio de transporte. Quando foi construído, em 1902, a ideia foi ligara a Baixa e o Chiado de forma mais rápida. Uma vez me falaram que ele havia sido projetado pelo Gustav Eiffel (o mesmo da torre), mas descobri recentemente que foi projetado por Raoul Mesnier de Ponsar, um discípulo do arquiteto francês. Isso explica os mesmos traços arquitetônicos da atração parisiense. O elevador sobe 45 metros e leva 20 pessoas para cima, mas só desce com 15 (não faço ideia porque). O valor de ida e volta é 5,15€. Para ir só ao mirante, sem pegar o elevador, custa 1,50€

  1. Comer no Time Out Market

Esse mercado, antes chamado de Mercado da Ribeira, foi idealizado pela Time Out, uma revista de programação cultural e gastronomia que existe no mundo inteiro. A ideia é muito legal: eles fazem uma curadoria do que de melhor existe na culinária do país – não só de comida típica, mas grandes chefs, bons restaurantes – e trazem para o mercado. O conceito é: “o que existe de bom vai para a revista, o que existe de melhor vai para o mercado”. Não é exatamente um programa infantil, porque é um grande mercado com mesas coletivas e muitos restaurantes. Mas o astral é tão legal, que as crianças acabam curtindo. Mas atenção para os horários de pico (almoço e jantar). Como é bem turístico, fica bem cheio e não é muito fácil encontrar lugar para todos sentarem juntos. Gostamos de experimentar vários pratos, mas a Olivia acaba sempre comendo o hambúrguer kids do Ground Burguer. De sobremesa sugiro os pastéis de nata da A Mantegaria ou um sorvete do Santini. E fique de olho na programação, eles oferecem aulas de culinária e, às vezes, têm aulas para as crianças. Pode ser uma experiência muito legal.

  1. Explorar o Parque das Nações: Oceanário, Pavilhão do Conhecimento e passeio de Telecabine

 O Parque das Nações, uma região planejada para a Expo 98, uma grande Exposição Mundial, que teve como tema os Oceanos. Trocadilhos a parte, esse evento foi um divisor de águas em Lisboa, pois trouxe mais modernidade à cidade e voltou os olhos do resto da Europa para esse país pouco explorado pelo turismo naquela época. Hoje é uma região bem turística, que reúne várias atrações, um grande shopping center, uma área para eventos de grande porte (Web Summit, shows internacionais), muitos prédios comerciais, hotéis e restaurantes.

Guia de Lisboa com Crianças

Oceanário no Parque das Nações

Dá para passar um dia inteiro lá com as crianças, pois só o Oceanário já vai ocupar muitas horas. Esse aquário de 5 milhões de litros de água salgada e quatro habitats marinhos, é um passeio imperdível. Já fui duas vezes e pretendo voltar muitas outras! Os tubarões, as raias gigantes, os peixinhos coloridos, as águas vivas, os polvos, os pinguins… tudo é hipnotizante e encantador.

Compre aqui seu ingresso para o Oceanário de Lisboa 

Ainda no Parque das Nações há um museu de ciências chamado Pavilhão do Conhecimento. Além das exposições permanentes e dos espaços maker, há as exposições temporárias que são bem legais. Até agosto de 2020, está em cartaz “Pum – a vida secreta dos intestinos”. Já está na nossa lista de programas para fazer em breve!

Guia de Lisboa com Crianças

Parque das Nações

Outro programa que as crianças curtem muito é passear de Telecabine (que a gente chama de teleférico). Custa 4 € (um trecho) e 6 € (ida e volta) para adultos; 2,60 € e 4 € para crianças entre 4 e 12 anos e até os 3 anos é de graça. As cabines levam até 8 pessoas e a vista lá de cima é linda.

Se quiser aproveitar para comer por lá com os pequenos, tem várias opções. O Shopping Vasco da Gama tem uma grande praça de alimentação e um terraço de frente para o Tejo. Também tem uma pizzaria chamada ZeroZero com pizzas deliciosos e um ambiente bem agradável.

  1. Belém, o bairro dos descobrimentos

Fechem os livros de história e peguem o trem para Belém! Esse bairro tem vários monumentos dedicados ao período da expansão marítima, quando os portugueses saíram para explorar o mundo e, entre outras terras, vieram parar no Brasil! E é lá também que fica a famosa Fábrica dos Pastéis de Belém, o Palácio de Belém (residência do presidente da república) e muitos museus muito interessantes, restaurantes gostosos, praças, parques…  Uma região para passar um dia inteirinho também. Como a lista é grande, vou fazer um breve resumo das atrações que acho mais legal para as crianças.

Guia de Lisboa com Crianças

Padrão dos Descobrimentos

– Padrão dos Descobrimentos: O monumento, que fica na beira do rio Tejo, foi erguido em 1940 para a Exposição do Mundo Português e homenageia os navegadores que saíram para explorar o mundo. Dá para subir no mirante, mas a parte que eu acho mais legal de mostrar para as crianças é um mapa de mármore que fica no chão com todas as rotas (e datas) das navegações. Dá para ver até onde foram e quando os portugueses chegaram em diferentes continentes.

Torre de Belém: Considerada Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco, a foi inaugurada em 1520 e é uma das joias da arquitetura manuelina, estilo arquitetônico predominante no reinado de D. Manuel I. Fica na beira do Tejo e é um dos cartões-postais da cidade.

Mosteiro dos Jerônimos: É um dos prédios mais bonitos da cidade, também construído no estilo manuelino. É carregado de história, considerado Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco e uma das Sete Maravilhas de Portugal. Dentro do Mosteiro fica o Museu Nacional de Arqueologia e, ao lado, o Planetário Calouste Gulbenkian, que são programas muito legais para as crianças também.

Guia de Lisboa com Crianças

Mosteiro dos Jerônimos

MAAT: Inaugurado em 2016, o Museu de Arte, arquitetura e Tecnologia tem um projeto arquitetônico muito legal, com um terraço em curva de onde se tem uma vista maravilhosa da ponte 25 de abril e do Tejo. É um museu pequeno, rápido de visitar, com exposições temporárias de arte contemporânea.

Guia de Lisboa com Crianças

– Museu dos Coches: É um museu de carruagens muito bacana. Recentemente foi construída uma nova sede, também em Belém, projetada pelo arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha.

– Centro Cultural de Belém: Construído em 1992 para acolher a Presidência Portuguesa da União europeia, esse centro cultural é enorme e tem uma programação bem variada, com exposições, espetáculos, cinema ao ar-livre, apresentação da orquestra sinfônica e atividades para crianças. Vale a pena consultar a agenda no site antes de planejar a visita. Uma dica legal é comer no restaurante Este Oeste, que tem várias opções gostosas de comida e uma esplanada com vista para o Tejo.

 – LU.CA – Teatro Luís de Camões: Espaço pensado para as crianças. Tem programação o ano inteiro, vale a pena consultar o site. O legal de levar as crianças no teatro aqui é que elas vão ter contato com novas palavras e expressões usadas na sua própria língua.

 7. Praça do Príncipe Real e Bairro Alto

 Eu tenho um carinho especial por essa praça, pois morei bem pertinho em 2001. Costumava ficar horas lendo um livro na sombra do enorme cedro-do-buçaco (árvore com cerca de 20 metros de diâmetro) ainda muito antes de pensar em ter filhos. Mas voltei lá com as meninas e me impressionei com a quantidade de famílias com crianças pequenas e bebês curtindo o astral da praça. Além dos jardins, tem um parquinho bem legal, há sempre bons músicos tocando por ali (na última vez que eu fui havia brasileiros tocando samba e bossa nova) e um restaurante bem gostoso. No bairro ao redor há várias lojinhas com brinquedos e roupinhas descoladas para crianças, tem excelentes restaurantes e também uma recém-inaugurada Livraria Travessa (uma filial da brasileira) com espaço de livros infantis. Adoro esse pedacinho de Lisboa e recomendo uma tarde gostosa por lá. Nos finais de semana tem feirinha de produtos artesanais e orgânicos.

Guia de Lisboa com Crianças

Ao lado do Príncipe Real fica o boêmio Bairro Alto. Cheio de bares, restaurantes e ruas bem íngremes, não é exatamente um programa para as crianças. Mas, durante o dia, vale dar uma passada por ali para mostrar as ruazinhas pitorescas e comer no Pop Cereal, um restaurante com cereais de todos os sabores e decoração que lembra um quarto. É engraçado.

  1. Alfama e Castelo de São Jorge

Tá aqui mais um bairro difícil de circular com carrinho de bebê. As ruas são muito íngremes e as calçadas bem estreitas. Mas é uma região linda, de onde se tem algumas das vistas mais lindas da cidade, como os miradouros de Santa Luzia e de Santo Estevão. É o bairro mais antigo da cidade, onde fica o Castelo de São Jorge.

Nas terças e sábados, no Campo de Santa Clara, acontece a Feira da Ladra, com barraquinhas que vendem antiguidades, roupas usadas, brinquedos e todos tipos de quinquilharias. Na Alfama fica o Chapitô, um dos meus lugares preferidos em Lisboa. É um bar, um restaurante, uma escola de circo e também um projeto social. Quando estivemos lá com as crianças, um mágico apareceu na nossa mesa e deixou todos encantados.

  1. ZOO de Lisboa

O zoológico de Lisboa é bem legal. Todos os duas tem shows e atividades, vale a pena conferir a programação antes de ir para planejar bem a visita. Uma das atrações mais legais é o teleférico que dá a volta no parque todo e passa pelas jaulas dos leões e pelo aquário dos golfinhos. Tem também o Comboio Zoo, que é um trenzinho que dá volta ao parque contando curiosidades sobre os animais (tem que pagar a parte). O espaço bebê do zoo é bem completinho, com cozinha, trocador e sofás para amamentar. Há também vários restaurantes no Animax, um parque que fica na entrada do zoológico com acesso gratuito. Outra dica legal é levar um lanchinho e aproveitar a área de piquenique que fica no Bosque Encantado.

  1. Passeio de anfíbio por mar e terra

É um ônibus? É um barco? Não, é o Hippotrip, um carro anfíbio que paz um passeio muito divertido por mar e terra em Lisboa. É um jeito muito legal de conhecer alguns dos pontos turísticos da cidade com as crianças sem cansar e ainda se divertir muito com os animadores que acompanham o passeio contando a história e curiosidades sobre a cidade. O passeio funciona no inverno e verão, com sol ou chuva. Faz muito sucesso, então é bom reservar com antecedência. O circuito dura 90 minutos e sai da Associação Naval de Lisboa, embaixo da Ponte 25 de Abril, no lado esquerdo da Marina, onde tem vários restaurantes. Os bilhetes custam 28 € por adulto, 16 € (crianças de 2 a 16 anos e maiores de 65). Bebês não pagam.

Compre aqui seu passeio de Hippotrip

Guia de Lisboa com Crianças

Lisboa com bebês

Na Avenida da Liberdade Baixa e Belém é tranquilo de passear com carrinho de bebê, pois são uma regiões planas. Mas o Chiado, Bairro Alto e Alfama têm calçadas mais estreitas e bastante inclinação das ruas. Nesse caso, com bebês, sugiro usar canguru, sling ou aquelas mochilas para carregar crianças em trilhas. Mas muita gente também arrisca o carrinho guarda-chuva, bem leve. É só ter paciência e ir devagar. Tem muitas famílias com crianças pequenas passeando pela cidade. 

Guia de Lisboa com crianças: transporte público 

As principais atrações de Lisboa encontram-se numa área relativamente concentrada no centro da cidade. Mas como a cidade tem muitas colinas, é bom aproveitar rede de transportes, que é segura, não é cara e pode ser bem divertida!

Lisboa Card (Passe Turístico): inclui todos os transportes públicos dentro de Lisboa: metrô, autocarros (ônibus), elétricos, elevadores e também o comboio (trem) para Cascais e Sintra. Permite a entrada livre em alguns museus e oferece descontos em algumas lojas associadas. É possível comprar cartões válidos para 24 horas, 48 ​​horas e 72 horas. Há descontos para crianças de 5 a 11 anos. Crianças menores que 5 anos não pagam. Este cartão está disponível nos Postos de Turismo, incluindo o Aeroporto.

Compre aqui aqui seu Lisboa Card 

Passe Diário: é um bilhete válido por 24 horas para metrô, autocarro e elétrico. Pode ser adquirido nas bilheteiras do Metrô e da Carris e em máquinas de venda automática.

Zapping / 7 Colinas: é um cartão recarregável, válido para o metro, autocarro, elétricos e barcos no rio Tejo. O valor carregado vai descontando à medida que o utilizador valida o cartão nos diferentes meios de transporte. O cartão é recarregável com 5 a 15 €, e pode ser comprado em bilheteiras de metrô e máquinas de venda automática (por 0,50€).

Guia de Lisboa com crianças: melhor época para visitar Lisboa 

A alta temporada ocorre entre os meses de junho, julho e agosto (verão) e entre os meses de dezembro e janeiro (inverno). Durante esses períodos, as passagens aéreas e hotéis ficam mais caros, já que são meses de férias escolares e festividades, como Natal e Ano. Por isso, há muito mais turistas e tudo fica mais cheio e caro. Se quiser pegar a cidade mais vazia e não gastar tanto, tente viajar em meses de baixa temporada, durante a primavera e outono.

O clima, sem dúvida, é um dos grandes responsáveis por colocar Lisboa no mapa turístico do mundo. Muitos europeus vão a Portugal em busca de sol e calor. Mesmo no inverno as temperaturas são bem amenas, dificilmente chegando abaixo de 0ºC. O outono é mais chuvoso, mas as temperaturas são agradáveis para passear, assim como acontece na primavera, quando as temperaturas começam novamente a esquentar. No verão faz calor, mas não aquele calor exagerado de Paris ou Roma.

No Natal a cidade fica em um clima mágico, cheia de luzinhas, mercados de Natal e ruas enfeitadas. O Ano Novo em Lisboa é animado e há fogos de artifício em várias partes da cidade. Depois das festas começam as liquidações de inverno.

Guia de Lisboa com crianças: onde ficar em Lisboa 

Lisboa é uma cidade com muitas opções de hotéis, hostels e apartamentos para alugar pelo Airbnb. O Chiado tem ótimos hotéis, assim como a região da Avenida da Liberdade. Para alugar um apartamento sugiro o Principe Real, que é um bairro mais tranquilo, próximo às regiões turísticas e tem apartamentos antigos reformados bem elegantes. Para quem vai no verão e quer aproveitar a praia, ficar em Cascais pode ser uma boa ideia. De trem se chega no Cais do Sodré (estação central em Lisboa) em 40 minutos.

Alugue um apartamento em Lisboa pelo Airbnb

No Chiado, minha sugestão é o Martinhal, um hotel totalmente preparado para receber famílias. Od quartos são totalmente equipados e eles oferecem um serviço de Family Concierge que organiza pequenos detalhes como pré-reserva de aquecedores de mamadeira, esterilizadores, etc. Também tem espaço kids para crianças a partir dos 6 meses e serviço de baby-sitting disponível no apartamento. O grupo tem outros hotéis em Portugal, inclusive em Cascais, com piscina e várias áreas de lazer.

Reserve um quarto no Matinhal Lisbon Chiado aqui 

O Novotel Lisboa fica um pouco mais afastado dos pontos turísticos mais conhecidos, mas também fica em uma ótima região, com fácil acesso a transportes públicos e até mesmo a pé. É um hotel 4 estrelas ideal para férias em família! O hotel tem quartos grandes e várias facilidades para quem viaja com crianças. Durante todo o ano, a hospedagem e e o café da manhã são gratuitos para duas crianças com menos de dezesseis anos que estejam hospedadas no quarto dos pais ou avós.

Reserve um quarto no Novotel Lisboa aqui

Mais opções de hoteis com crianças em Lisboa



Booking.com

Guia de Lisboa com crianças: Aluguel de carro em Lisboa 

Lisboa é uma daquelas cidades que vale a pena alugar carro quando se viaja com crianças, nem que seja por poucos dias, para conhecer alguns lugares próximos como a Praia do Guincho, Cabo da Roca, Óbidos ou até mesmo uma esticada maior até Évora. Até mesmo Cascais e Sintra, onde pode-se chegar de trem, são passeios bem gostosos para fazer de carro. Há estacionamentos gratuitos e pagos por toda a parte e as estradas são bem fáceis de se dirigir.

Alugue o seu carro na RentCars

Guia de Lisboa com crianças

Aluguel de carro

Lembre-se: para entrar na Europa é preciso ter seguro de viagem!

O Tratado de Schengen é um acordo firmado entre 26 países europeus, que visa estabelecer a livre circulação dos visitantes nos países participantes.

O Tratado estabeleceu a obrigatoriedade da contratação de um seguro viagem para todos os turistas. O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem. Saiba mais sobre seguro de viagem para família aqui.

Lembre-se: Brasileiros que vão para Europa precisam fazer seguro de viagem! Um cuidado muito importante para quem viaja com crianças! Acesse e compare planos e preços.

Compre seu seguro com a Seguros Promo e tenha 5% de desconto com o cupom VIAJOCOMFILHOS5.

Outros posts que complementam o Guia de Lisboa com Crianças 

5 motivos para visitar Lisboa

Passeio de Barco pelo Tejo 

Roteiro de Lisboa em 4 dias

Nossos restaurantes em Lisboa

10 Hotéis para famílias em Lisboa

Lisboa com crianças: Parque da Quinta das Conchas

Lisboa: lojas infantis no bairro de Campo do Ourique

Lisboa: parques e mais parques

 

Fernanda Ávila é jornalista, autora do Guia Nova York com Crianças, e mãe da Marina e da Olivia. Morou em Nova York e Lisboa e é sócia da Pulp Edições.

Ver meus outros posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *