Nova York com crianças – parte 2: American Girl – a loja preferida das meninas

Não tem jeito. Por mais que Nova York esteja cheia de programas culturais e que a gente adore todos eles, não adianta fingir que as compras não são parte importante da viagem. Por isso, mães de meninos, podem aguardar o próximo post com dicas unissex (a não ser que no fundo vocês, como eu, também adorem brincar de boneca), porque esse vai ser dedicado a nossa primeira atividade na cidade: a tão aguardada loja da American Girl.

 

Marina antes de entrar na
loja, olha a cara de expectativa!

 

Para quem ainda não conhece, explico: imagine uma  loja de quatro andares com tudo que se possa imaginar para bonecas. E não são bonecas qualquer. Elas são lindas mesmo. Funciona assim: a cada ano eles lançam uma boneca com nome, personalidade e história própria. Além disso, é possível escolher entre as infinitas possibilidades de combinação entre cores de pele, de olhos, de cabelo (inclusive o corte), a mais parecida com a sua filha. A Marina passou dois anos colocando moedas no cofrinho, juntando uns trocos que ganhava dos avós e dos padrinhos para esse grande dia. Ela já tinha uma American Girl (minha neta Lenny), mas nada se compara a experiência de escolher sozinha a sua.

 

Fachada da loja na 5ª Avenida.
No primeiro andar fica a boneca do ano (a de 2013 é a Seige), as que combinam com as meninas e tudo o que você possa imaginar de roupas e acessórios para todos os gostos e estilos. Há desde pijamas, uniformes de todos os esportes, até aparelhos de dente extra-oral, cadeiras de rodas e muletas.

 

Essa é a Seige, a boneca de
2013
No segundo andar ficam as bonecas históricas, onde todas as etnias e épocas que compõem a história americana estão representadas. Uma verdadeira lição de patriotismo. No terceiro andar tem
um café delicioso onde há cadeirinhas especiais para as bonecas (é bom fazer reserva antes), hospital, pet-shop, salão de beleza, lugar para furar a orelha da boneca, customização de camisetas e muito, muito mais Já no quarto ficam as bonecas bebês e as Pitty Babys gêmeos (para meninas na faixa dos 3, 4 anos). E
claro, muitos acessórios. 
Uma das bonecas “parecidas”
com as meninas
Além desse verdadeiro oásis de consumo, a loja prepara vários eventos todos os dias. Agora na semana do Dia das Mães, há várias atividades, como criar cartões personalizados para as mães, oficina onde mães e filhas fazem juntas a árvore genealógica da família, etc etc. Portanto, se você está pensando em dar um pulinho lá com sua filha, prepare os bolsos! Ou, siga o meu conselho: ajude-a a economizar antes de ir. Cada boneca custa U$110. Foi muito legal ver o orgulho da Marina pagando suas próprias compras. E olha que não foram poucas! 

Agora com as compras!
Ah, detalhe importante: a loja fica na 5ª Avenida, no meio da muvuca, ali pertinho do Rockfeler Center.

 

Quer saber mais?
Outros posts sobre Nova York:
 
 
 
 
 
Fernanda é mãe da Marina e da Olívia

Fernanda Ávila é jornalista, autora do Guia Nova York com Crianças, e mãe da Marina (13) e Olivia (7). Morou em Nova York e Lisboa e é sócia da Pulp Edições.

Ver meus outros posts

4 comentários

  1. ResponderManuela

    Boa tarde. Irei para NY em dezembro. Minha filha estará com quase 6 anos.
    Estou apreensiva por causa do carrinho. Ela não cabe mais no carrinho dela. Esta grande e pesada e o carrinho não desliza direito.
    Minha preocupação é: como faremos para andar com ela e com o frio. Pq no carrinho ela ficará aquecida. Vai ser muito perrengue? Ah… Estou grávida! Estarei com 6 meses.

    1. ResponderPatrícia Papp

      Oi Manuela, acho que você vai acabar usando mais taxi mesmo!!! Em NY, lojas, hoteis, restaurantes são super quentinhos. Você só vai sentir frio na rua, no trajeto até o taxi ou na entrada dos museus. Basta um casaco bem quentinho!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *