Rio Quente Resorts com criança de 3 anos

Rio Quente Resorts com criança de 3 anos

Aproveitando o feriado de 1º de maio, fomos passar uma semana em Rio Quente, Goiás. Nossa viagem foi via Goiânia e de lá contratamos um transfer para Rio Quente. A viagem de carro foi tranquila e durou aproximadamente 2 horas até o resort. É claro que com criança pequena, fazer numa pegada Curitiba > São Paulo > Goiânia > Rio Quente pode ser um tanto cansativo, mas deu para administrar e na chegada ao hotel ainda pudemos aproveitar um belíssimo pôr-do-sol na piscina. Existem voos fretados direto até Caldas Novas, o que certamente torna a viagem muito mais rápida, uma vez que a cidade fica a apenas 30 minutos de Rio Quente.

Pôr-do-sol na piscina do Hotel Cristal.

Para quem não conhece, Rio Quente Resorts é um complexo que possui três hotéis principais (Pousada, Turismo e Cristal) e dois parques: o Parque das Fontes (com acesso exclusivo para sócios e hóspedes do resort) e o Hot Park (que fica logo ao lado, com acesso liberado para hóspedes e pago para visitantes). A Praia do Cerrado, uma das atrações mais bacanas, fica no Hot Park. Um pouco mais afastado ficam ainda os hotéis Giardino e os flats, opções mais baratas de hospedagem, mas que dão acesso total ao complexo também, se não me engano.

 

 

Ficamos no hotel Cristal e gostamos muito da estrutura, com duas críticas (desses que pais viajantes reparam): o hotel não possui nenhum parquinho ou brinquedoteca – a única brinquedoteca do complexo fica no Hotel Turismo, que estava fechado para reforma; numa horinha de descanso, faz falta! – e o piso ao redor da piscina (inclusive a das crianças) é absurdamente escorregadio. Achei uma falha e tanto, vi diversas crianças caindo (Alice inclusive). Vale saber que o resort possui uma equipe de recreação que fica com as crianças durante o dia, mas é a partir de 5 anos.
Vi grupos passeando, pareceu divertido.
Resort

O resort oferece recreação para crianças de 5 a 12 anos.


Para circular pelo complexo, existem ônibus que levam até a entrada dos parques (5 minutinhos do Cristal até a entrada!) e um carrinho de golfe do nosso hotel até a Praia do Cerrado (mas dava tranquilamente pra ir a pé). Esses mesmos ônibus levam o pessoal que está nos flats.
Rio Quente

A área de Desembarque dos ônibus que circulam pelo resort e, à esquerda, a Pousada do Rio Quente (primeiro hotel do complexo, reformada recentemente)


Quando for aos parques, leve sempre toalhas (você pode comprar “vouchers” para as toalhas e trocá-las por secas sempre que necessário) e, especialmente para as crianças menores, sugiro levar um roupão seco e quentinho. No final da tarde sempre tinha um vento mais frio (ao menos nessa época que fomos) e como as piscinas são todas aquecidas, sair da água dava uma geladinha no corpo.

Parque das Fontes

São diversas piscinas, duchas, ofurôs e até sauna com água quente natural. Passamos a maior parte do tempo na Piscina do Sapo, feita para as crianças. O melhor horário nessa parte é no final da manhã ou início da tarde, pois quando o sol começa a baixar, some dali. As piscinas têm bares e o parque tem também academia, aluguel de bicicletas, aulas de ginástica, etc. Fica aberto o tempo todo, então se quiser ir na piscina à noite, é liberado. Há também uma tenda onde acontecem shows noturnos, mas nós não fomos. No início da semana, o parque estava bem tranquilo, mas com a proximidade do fim de semana, as piscinas ficaram bem cheias, com direito a música alta e agitação no fim do dia.
Parque das Fontes

A Piscina do Sapo, no Parque das Fontes, é um dos locais ideias para as crianças pequenas.






Hot Park

Para quem está hospedado no complexo, o acesso é logo ao lado do Parque das Fontes. O parque tem opções variadas para se divertir, mas muitas delas são pagas a parte, como o passeio de caiaque, o mergulho ecológico, o XPirado (o escorregador mais radical do parque) e a visita à Birdland (um viveiro onde você pode interagir com os pássaros). Com a Alice, aproveitamos o Clubinho da Criança (duas piscinas com brinquedos, escorregas pequenos, um balde enorme que derruba água, etc.); o Lazy River (rio com correnteza artificial, para ir passeando na boia), o passeio de caiaque e a Birdland. As demais atrações ela não tinha altura suficiente (se não me engano o mínimo era 1,10m).

No Hot Park, o Clubinho da Criança é onde ficam as atrações para os pequenos.



Meu marido fez o mergulho ecológico, onde é possível ver peixes e cenários submersos. É uma opção bacana para crianças, pois não é preciso saber nadar e pode a partir de 4 anos (você vai o tempo todo acompanhado de um instrutor). O parque possui também piscinas variadas com bares, aulas de ginástica, palco, etc. Com a proximidade do fim de semana ficou bem cheio e as principais atrações, bem concorridas. Almoçamos um dia no restaurante dentro do parque, mas não aconselho.

 

 

 

Praia do Cerrado

A praia fica dentro do Hot Park e, particularmente, achamos o ponto mais legal. Com areia artificial e uma piscina enorme que de meia em meia hora fazia ondas, foi o lugar onde passamos mais tempo. Alice adora água e areia, então estava feita a receita. Por ali, tem bares e um restaurante (com a opção de buffet nos fins de semana).

A Praia do Cerrado tem areia e ondas, só falta a maresia! 😉

Alimentação

Achamos a alimentação bem razoável pelo alto valor cobrado. Dependendo do seu pacote, é possível negociar na chegada “vouchers” para as refeições com desconto nos restaurantes, porém esses vales não podem ser usados, por exemplo, nas noites temáticas. Meio furada. Mas, além dos restaurantes dos hotéis, o complexo oferece outras opções, como a pizzaria à noite (bem gostosa!), as lanchonetes dos parques durante o dia e os bares dos hotéis. No bar do Hotel Cristal toda noite tinha um buffet de sopas e alguns pratos simples, o que nos serviu bastante.
No geral, gostamos bastante da viagem. O local é muito bonito, natureza ao redor e a estrutura bacana! Acho que uma semana é tempo mais que suficiente para aproveitar. Com criança menor pode até ser muito; já com criança maior que se entrose facilmente com os recreadores, é um bom período. Faltou sairmos um pouco do complexo e conhecermos Caldas Novas (soube depois que a cidade tem um trenzinho que a criançada adora). Mas como Alice, nossa filha, é dessas crianças que AMA água e se deixar fica horas e horas na piscina, a estadia por lá foi muito bem aproveitada.
 *Priscila Seixas é jornalista, mãe da Alice e uma das autoras deste blog!

Priscila Seixas é mãe da Alice (4 anos) e é apaixonada pela ideia de levar sua pequena para conhecer o mundo junto com ela.

Ver meus outros posts

8 comentários

  1. Respondermarcelo

    Boa noite. Fui uma vez para o hotel pousada e tudo é muito perto. De longe (na montanha) via o hotel cristal. Acharia interessante citar valores para que o pessoal tenha mais informações do custo x beneficio desta viagem. Eu faria novamente. Fiquei com algumas dúvidas sobre valores, ficaria grato se pudesse comentar. obrigado

  2. Pingback (citações em outros sites/blogs): Tudo sobre Rio Quente Resorts com crianças! Até código de desconto! | Viajando com Pimpolhos

  3. ResponderRaphael

    Tenho dois filhos um de 3 anos e outro com 1 ano e 6 meses, estou querendo ir com eles para o nordeste você me aconselha algum lugar e hotel em especial? Grato boa noite.

    1. ResponderPatrícia Papp

      Olá!

      Como eles ainda são bem pequenos e ainda não podem participar da recreação dos hotéis, recomendo que vocês escolham um hotel que fique em uma região que vocês gostem muito! Se você gostam de praias com mais estrutura, que tal a Praia do Forte?

      Se gostam de locais mais paradisíacos, que tal as praias do litoral de Alagoas?

      Ao longo de todo o litoral há opções de hotéis com bastante estrutura, com copa baby, bercinhos, e estrutura para as crianças! Já viu nossos posts? http://viajocomfilhos.com.br/2011/10/os-melhores-hoteis-de-praia-com-criancas/

      Boa viagem!

  4. ResponderDaniel

    Olá!
    Por acaso se lembra o nome da empresa que fez o transfer do aeroporto de Goiânia para o Hotel Cristal?
    Ficou muito caro?

    Obrigado e parabéns pelo relato,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *