Onde comer no Beto Carrero

Onde comer no Beto Carrero

Quando decidi levar o Francisco pela primeira vez ao Beto Carrero, confesso que fiquei um pouco desconfortável com a questão da alimentação. Será que tem boas opções de restaurantes? O que comer no Beto Carrero? Meu filho tem três aninhos e gosta de comer bem, comida mesmo. Também gosto. Na dúvida, já chegamos com uma mochila recheada, caso tivéssemos que dar aquela tapeada. Normal, né? Água, sucos, frutas, bolacha maisena e de polvilho. Balinhas de gelatina também 🙂 .

Logo na chegada, depois de colocar no pequeno a pulseirinha de identificação, oferecida já na entrada (ufa!), tomamos um suquinho de maçã e partimos para as atrações. Fizemos cinco brinquedos e resolvemos parar para comer. Não tanto pela fome, mas para dar aquela pausa básica depois de algumas filas e muito sol – estava mais de 30 graus desde 10 horas da manhã (em abril) e já não tínhamos mais frutas ou água. Ou balinhas de gelatina.

Onde comer no Beto Carrero?

A Praça de Alimentação é uma atração! Em uma área bem central, de fácil acesso, com banheiros e trocadores, é enorme, com capacidade para 2.500 pessoas e um belíssimo carrossel veneziano de dois andares, de literalmente brilhar os olhos: são 1.800 lâmpadas, detalhes em dourado, imagens antigas, carruagens, balanços e, claro, os clássicos cavalos que as crianças (mamães e papais também 🙂 ) adoram! É o único desse modelo no Brasil, réplica do primeiro carrossel fabricado no mundo.

O ambiente, além de nostálgico –  e calmo fora de temporada –, é coberto por uma estrutura térmica, que mantém a temperatura agradável.

Diversão para os pequenos e para os grandes também!

Diversão para os pequenos e para os grandes também!

São 17 opções variadas de refeição: quatro de buffet livre e por quilo, casa de massas, churrascaria, lanches, porções e pastéis, pratos executivos, pizzas e calzones, sucos naturais, sanduíches, crepes, salgados, hambúrguer e até culinária japonesa e chinesa. Dá para sentar e comer bem. Carne, arroz, farofa, polenta e purê de batata. Ou apenas um crepe. Ou um prato vegetariano. Optamos pelos três pratos e foi uma delícia.

Este foi o primeiro prato do Francisco.

Este foi o primeiro prato do Francisco.

Depois veio o crepe...

Depois veio o crepe…

Além da Praça de Alimentação, em todo canto tem sorvete, bebidas, lanches e doces (ai, os doces!), que enfeitam as vitrines. Tem também diversas opções de restaurantes, que listamos para você conferir. Quanto a mim e ao Francisco, acredito que bateremos ponto na praça de alimentação na próxima vez que visitarmos o parque. O carrossel foi realmente amor à primeira vista! E a comida, à primeira mordida!

 

Opções de restaurantes fora da Praça de Alimentação:

Ataliba: churrascaria

Bierhaus: gastronomia típica alemã

Restaurante Velozes e Furiosos: pratos executivos e lanches especiais

Ice Bom: salgados, bebidas e sorvetes

Confeitaria Anjos à Gula: doces, salgados, cafés e sucos

Palácio dos Sorvetes: sorvetes e sobremesas

Taverna dos Piratas: salgados, bebidas e guloseimas

Hungry Wagons: crepes, cachorro-quente, bebidas, pipoca, churros e guloseimas.

Fire Burger: lanches

10 Pastéis: pastéis

King Julian’s Jungle Snacks: salgados, bebidas e guloseimas

 

Mariana Leodoro é a mãe do Francisco, de três anos, e editora de conteúdo da Pulp Edições.

 

Você também pode gostar:

Será que chove no Beto Carrero?
10 dicas de pai para levar as crianças no Beto Carrero World
Beto Carrero E Arredores com Crianças (Santa Catarina)
Beto Carrero com Crianças Pequenas

4 comentários

  1. ResponderGustavo Woltmann

    Gostei dos pratos servidos no restaurante Velozes, escolhi uma opção saudável, tinha arroz, ovo de codorna, carne e salada. Geralmente parques costumam servir sanduíches, o que eu não curto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *