As melhores viagens com crianças: Itacaré

As melhores viagens com crianças: Itacaré

Fomos para Itacaré num Ano Novo, quando o Pedro tinha 4 anos e meio. Estávamos em 7 pessoas, e escolhemos alugar uma casa ao invés de ficar num hotel. A casa era simplesmente um sonho (um hotel do mesmo nível seria bem mais caro) e tinha serviço de quarto, então tínhamos privacidade e conforto sem gastar demais.

A casa ficava num lugar bem prático (Concha). Para quem não está em excursão e pretende conhecer as praias e fazer as trilhas é indispensável se programar um pouco. Para chegar em algumas praias, além das trilhas, é necessário usar algum meio de transporte. Nós não alugamos carro, neste caso, basta ir em uma das dezenas de agências de viagens (tem uma a cada 50 metros) e agendar para que uma van te leve até a trilha. Geralmente um guia da agência faz a trilha com você. Caso você esteja com crianças pequenas, ele acaba ajudando a levar a criança na garupa.

As trilhas variam bastante de praia para praia, algumas são bem abertas, algumas são curtas, outras longas, mas TODAS valem muito a pena. Quanto mais difícil o acesso, menos estrutura e menos gente.

Praias:

Fomos em uma praia diferente por dia, talvez eu tenha trocado o nome de uma pela outra, mas garanto que todas são paradisíacas.

Coroinha: é a praia da vila, de onde saem os pescadores, cheia de barquinhos. Dali saem alguns passeios para a cachoeira e para o mangue.

Concha: onde passamos o ano novo. É estreita e sem graça. Apinhada de gente, música alta, bem turistona. No cantinho fica a ponta do Xaréu, um lugar bem bacana para ver o pôr-de-sol.

Resende: Dava para ir a pé da nossa casa, é uma boa caminhadinha, mas pela rua mesmo (não é uma trilha). A praia é muito bonita, com coqueiros enormes, água transparente e calma e abacaxi descascado na hora. No final da tarde há várias rodas de capoeira.

Tiririca: é um pico de surf bem bacana, mas não deixa de ser uma praia gostosa para famílias. Minha mãe se queimou com uma água marinha nesta praia, então ficamos meio traumatizados.

Praia de São José: é maravilhosa, um praião, sem estrutura, areia branca e a sombra dos coqueiros. Alguns resorts como Itacaré eco Resort ficam ali, mas não dá para ver da praia. Não tem estrutura nenhuma: só água de coco, abacaxi cortado na hora.

Prainha: um pedaço do paraíso, é considerada uma das praias mais bonitas do Brasil. Para chegar lá é necessário andar 40 minutos por uma trilha que começa na praia da Ribeira.

Siriaco: Uma mini praia, muito bonita, 10 minutos de caminhada da Ribeira.

Praia do Jeribuacu: Para chegar lá é necessário passar por uma trilha que fica numa fazenda (particular). Não tem estrutura nenhuma: além da água de coco e do abacaxi cortado na hora, só e tapioca de queijo. Como o acesso é difícil, ela está quase sempre meio deserta.

Itacarezinho: longa, tem restaurante com estrutura. Uma filial da creperia Tio Gu fica ali durante a alta temporada.

Praia da Engenhoca: A trilha de acesso à praia é considerada uma das mais bonitas e tem vários pontos de onde é possível observar o costão rochoso e o mar. Só pode ser feito a pé passando por uma área particular. A trilha tem início no km 12 da  a estrada que liga Itacaré a Ilhéus.

Restaurantes

A rua principal se chama Pedro Longo. Ela é cheia de barzinhos e restaurantes, comi bem em vários deles, escolhidos aleatoriamente. À noite a rua vira um agito e as lojinhas abrem.

No supermercado que fica no fim da rua eu comprei a melhor granola que eu já comi na vida !

A Creperia é bem gostosa.

Fui num restaurante que eu amei, pela comida e pela decoração, mas quando fui procurar o link para incluir aqui, descobri que ele não existe mais!! O nome era Dedo de Moça, parece que as moças agora se mudaram pra São Paulo!

Resorts

Para quem não curte alugar casa, Itacaré tem dezenas de opções de pousadinhas e alguns resorts excelentes, de forma geral eles são charmosos e caros. Nunca fiquei, mas acredito que  Txai e o Itacaré Eco Resort sejam bem gostosos.

Para ver outras viagens, clique aqui.

Patricia Papp é mãe do Pedro (13 anos) e da Luiza (8 anos) e ama viajar em família. É autora do livro "Como Viajar com Seus Filhos Sem Enloquecer" e "Praias do Nordeste com Crianças".

Ver meus outros posts

16 comentários

  1. Responderfernanda

    Pati querida, adoro Itacaré, já fomos twice, sem crianças é claro, adorei as dicas porque depois que a gente tem filhos ve o mundo e os lugares com outros olhos e recebendo as dicas já com os seus olhos ajuda super hiper, e sobre as news da Mamma mini tem uma coisa fofa pra Luli vou te mandar by mail, tenho poucas coisas que sobraram da feira! um beijo grande querida! tava super saudades…

  2. ResponderHelena

    Olá, meu nome é Helena e comprei seu livro na Cultura – assim achei seu blog rs Sou a mãe de Heitor, um viajante por necessidade, pois mora em Roraima, mas é filho de baiana com gaúcho…
    Simplesmente AMO Itacaré. O sonho do meu marido é ir lá, pq ele gosta de voar de parapente. Tem uma pista de vôo em Serra Grande, lá perto, mas tinha receio da viagem ser difícil para o Heitor. Estou salvando seu post para mandar para ele,e quem sabe seja nosso próximo destino!! Obrigada pelas dicas! Abs!

  3. ResponderGraciane Ivanow

    Olá!!!
    Obrigada pela visita ao meu blog! Fico muito feliz quando aparecem pessoas novas por lá, e mais ainda quando deixam comentários! Acho que toda blogueira é assim, não é? rs
    Ah, respondendo a sua pergunta sobre o jardim, não, aquele não é o jardim da minha casa, encontrei aquelas imagens no Google Imagens mesmo, mas é o meu jardim dos sonhos, sabe? Fico me imaginando tomando um café da manhã apreciando os pássaros e as crianças correndo na grama… ainda terei um parecido!
    E amoooo suas dicas sobre viagens com filhos. Não ando viajando muito porque vamos iniciar a construção da nossa casa começo do ano, então, no máximo vamos a Ubatuba no carnaval… mas vou seguir suas dicas assim que eu puder e Itacaré está entre os lugares que quero conhecer sim!
    E não vou me cansar de dizer como seus filhos são fofos!!!
    Beijocas e ótimo fim de semana para vcs!

  4. Pingback (citações em outros sites/blogs): Blogagem Coletiva: Meus #7links « Coisas de mãe

  5. Pingback (citações em outros sites/blogs): Dicas para viagem de Ano Novo com Crianças | COISAS DE MÃE I Patrícia Papp

  6. Pingback (citações em outros sites/blogs): As Melhores Viagens com crianças: Taipu de Fora | COISAS DE MÃE I Patrícia Papp

  7. Pingback (citações em outros sites/blogs): Dicas de praias na Bahia | COISAS DE MÃE I Patrícia Papp

  8. ResponderGeorgia

    Olá, quero ir a Itacaré com minha filha no próximo reveillon e adorei a casa em que vc ficou, principalmente por ter serviço de quarto. Como faço para alugar senão essa casa, alguma outra no mesmo gênero?
    Obrigada.

    1. Responderpatipapp

      Olá. Acabei não guardando o nome da pessoa de quem fiz a locação naquela ocasião. Masexistem alguns sites de aluguel confiáveis. Eu já testei o Alugue Temporada e gostei. Vale pedir para o locatário indicar alguém que faça a limpeza (caso já não esteja incluida). Geralmente eles tem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *