Sesc Paulista com crianças e bebês

Sesc Paulista com crianças e bebês

Atualizado em

Sou fã do Sesc! A proposta é muito boa, e os espaços e a programação costumam ser bem bacanas, além de tudo ser gratuito ou, pelo menos, bem baratinho. Tem algumas unidades que deixam a desejar pras crianças, é verdade. Mas as últimas inauguradas têm vindo no capricho! É o caso da unidade da Avenida Paulista (https://sescavenidapaulista.org.br), aberta em abril de 2018 – e também da 24 de Maio, que já teve post aqui: Sesc novo: tudo que São Paulo tem de legal, só que de graça

Sesc Paulista

Sesc Paulista: um andar só para crianças e bebês

O prédio de 17 andares e dois subsolos (mas não tem estacionamento, só pra bike!) ainda está com cheirinho de novo e oferece uma super estrutura num endereço icônico da cidade. Tanto que, o primeiro lugar ao que levei os meninos foi lá no topo, direto pro mirante. Se pros grandes ver a Avenida Paulista inteira e mais um pouco de Sampa de cima já é impressionante, pros pequenos, então, com certeza é marcante.

Demos uma passadinha na comedoria, do 16o andar, que tem boas opções pensadas pra uma alimentação saudável, e daí ~ finalmente ~ desembarcamos no 3o andar, que é todo dedicado às crianças. Eu já tinha ido lá com o Noah bebezinho, e agora voltei com o Liam de 6 meses e o Noah à beira dos três anos, com a energia a mil. E o espaço conseguiu dar conta do rapazinho, além de entreter o menor. Foram umas três horas de muito agito.

Sesc Paulista

Dica importante para quem vai no Sesc Paulista

Importantíssimo: pra entrar ali é preciso tirar senha na recepção do térreo! Pra salona de atividades infantis não lotar, eles distribuem umas senhas. Só quando alguém sai lá em cima, outros são autorizados a subir. Como era época de férias escolares, foram uns 20 minutos na espera (e nos fins de semana é a mesma coisa…) mas pra nossa sorte, estava rolando um circuito infantil de bike no saguão do térreo que nos entreteve um tanto. Além do bate papo com outras mães e a pipoca compartilhada com outras crianças. 😉

Sesc PaulistaAs filas pros elevadores são até agora a única desvantagem que encontrei no Sesc Paulista. Mas, quem entra com criança pro 3o andar escapa da maior delas (que é a fila geral pros elevadores no térreo), porque pode pegar um elevador à parte. Quando pudemos entrar, até me deu um pouco de culpa não ir direto pro 3o andar. Mas eu sabia que depois de entrar, existiam grandes chances de não conseguir mais tirar o Noah de lá. E assim foi. Ele nem deu bola pras piscininhas que víamos da sacada na área de convivência do 2o andar – que é outra proposta de atividade muito bacana pra criançada, no verão.

A salona é tudo de bom

O mobiliário da sala é bem interativo. Tem cavalinho (que mais parece lhama), tem mesas com jogos, tem uma cabaninha, mesa com controle de jogo de luzes, rampa pra lançamento de bolinha, zigue-zague baixinho pra criançada treinar o equilíbrio, uma colmeia com diferentes alturas pra ficar correndo em cima, tem pista de corrida na sacada, um monte de peças de madeira pra montar e – óbvio – colocar tudo abaixo no segundo seguinte, entre outras coisas…

Sesc Paulista

Bebês no Sesc Paulista

O Liam, aliás, adorou a área das peças de madeira. Mordeu muitas delas, sentadinho no tapetão de EVA que tem nessa área ali. Mas esse não é o único espaço pros bebezinhos. Tem um tapetão delicioso com alguns almofadões, onde me sugeriram ficar com ele. Mas com Noah circulando de um brinquedo pro outro, não tive muito tempo pra sentar. De vez em quando aproveitava pra dar uma descansada em um dos puffs gigantes espalhados pela salona. E na hora de amamentar o Liam ainda pedi ajuda de um dos monitores, pra ficar de olho no Noah.

Sesc Paulista

Banheiro família

Nesse esquema “eu com os dois”, outra questão que sempre pega é o banheiro… E o Sesc Paulista pensou nisso. Pelo menos nesse andar tem banheiro familiar! Uma das cabines era feita pra mim: com trocador, vaso de adulto e vaso de criança. A salvação!! E tem outra parte só com trocador ou outras cabines só com vaso baixo e alto. Ou seja, tem pra todo gosto, além dos banheiros tradicionais de meninos e meninas. Outra bela sacada é o bebedouro que tem dentro da sala!

Mais uma coisa que achei bem legal é que, logo na entrada, todo mundo tira os sapatos e estaciona os carrinhos de bebê numa área reservada pra isso. A ideia é que adultos e crianças brinquem juntos. E em alguns momentos do dia, os monitores propõem brincadeiras (mesmo fora das férias).

A biblioteca no 15o andar foi a única parte que queria ter aproveitado com eles, mas ainda não foi dessa vez. Na tarde em que estivemos lá não aconteceu nada voltado pras crianças, infelizmente. Com certa frequência rola contação de histórias, encontro com escritores e oficinas.

Os outros andares do prédio também não tinham programação do nosso interesse naquele dia. São quatro andares para exposições, instalações artísticas e espetáculos (5o, 6o, 13o e 14o) e três reservados para as atividades físicas e esportivas (do 10o ao 12o). Tem até um andar inteiro pra tratamentos odontológicos. Vira e mexe tem atividades pras crianças em algum desses lugares. Por tudo isso, vale sempre prestar atenção na agenda e aproveitar!

Sesc Paulista

Mais São Paulo com crianças

 

A Rê Mesquita é mãe do Noah (3 anos), do Liam (5 meses), e tem rodinhas nos pés. Ela já conhece mais de 15 países, e vem reaprendendo a viajar desde o começo de 20017, quando o Noah nasceu. No meio de 2019, o Liam chegou para reforçar esse aprendizado. O mais importante pra ela é descobrir novos caminhos com os pequenos e não parar nunca de viajar.

 

Mais posts da Rê Mesquita:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *